Albon insiste que foi tocado, mas culpa pneus frios e falta de downforce por rodada em Ímola

Alex Albon lamentou a rodada que custou pontos em Ímola. Piloto cita que foi tocado pela McLaren de Carlos Sainz, o que não aconteceu, e acredita que tinha chances de pódio

Alexander Albon teve um GP da Emília-Romanha esquecível. O anglo-tailandês esteve nos pontos na maior parte da prova disputada neste domingo (1), em Ímola, mas rodou durante a relargada da corrida, com poucas voltas para o fim, e fechou apenas no 15º lugar.

Em entrevista após a corrida, o piloto reclamou por não ter feito um novo pit-stop após a introdução do safety-car, acionado após o abandono do companheiro Max Verstappen.

“É uma daquelas corridas onde passamos o tempo inteiro atrás de outros carros. Não tinha muito o que fazer, e provavelmente tínhamos de ter parado quando outros pararam”, declarou.

Alexander Albon completou outra corrida complicada (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Fomos um destes carros [que não pararam] e era o primeiro de pneus frios para eles ultrapassarem. Seria difícil segurá-los. Poderíamos ter ido ao pódio se tivéssemos parado, mas são coisas que acontecem”, seguiu.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Albon comentou que sente que foi tocado e por isso rodou, informação que não procede. O anglo-tailandês culpou a baixa temperatura nos pneus e a falta de downforce do carro pela rodada que custou pontos. São três corridas consecutivas zerado.

“Acho que alguém me tocou, mas vou olhar depois. Não acho que rodaria sozinho. Me falaram que sim, mas podem estar errados. Se foi isso, era por pneus frios e falta de downforce. Acho que uma McLaren me mostrou a asa dianteira, mas posso estar errado”, concluiu.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube