Albon lidera chuvoso TL1 do GP do Brasil. Hamilton fica sem tempo

A abertura do fim de semana do GP do Brasil de F1 começou com pista bem molhada, mas que secou com o passar dos minutos. Alexander Albon foi o mais rápido, mas o anglo-tailandês acabou batendo quando arriscou usar os pneus slicks. Lewis Hamilton não marcou tempo


Alexander Albon foi o grande nome do primeiro treino livre do GP do Brasil de F1. Na chuvosa manhã desta sexta-feira (15), o anglo-tailandês fez sua estreia em Interlagos e marcou o melhor tempo da sessão na esteira da secagem da pista durante a sessão. O novato cravou 1min16s142 com a Red Bull, mas acabou sendo também o responsável por encerrar antecipadamente o treino. Ao arriscar usar pneus slicks nos minutos finais, Albon escapou na Junção e bateu na barreira de proteção, causando bandeira vermelha.

Lewis Hamilton, em sua primeira atuação como hexacampeão mundial de F1, foi um dos quatro pilotos a ficar sem tempo, além de Max Verstappen, Romain Grosjean e Sergio Pérez. O britânico chegou a deixar os boxes da Mercedes com pneus médios no fim, mas por conta da bandeira vermelha não conseguiu marcar tempo.

Valtteri Bottas foi o segundo mais rápido, seguido por Sebastian Vettel. Charles Leclerc, Carlos Sainz, Nico Hülkenberg, Daniel Ricciardo, Pierre Gasly, Daniil Kvyat e Lando Norris fecharam a relação dos dez mais rápidos da sessão.

O segundo treino livre do GP do Brasil de Fórmula 1 está marcado para logo mais, às 15h (horário de Brasília).
Alexander Albon bateu na Junção (Foto: Reprodução)
O GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o primeiro treino livre do GP do Brasil de Fórmula 1

Com temperatura ambiente em 17ºC, 21ºC na pista e uma chuva torrencial, a F1 abriu oficialmente o fim de semana do GP do Brasil. E mesmo com a pista bastante enchargada, a sessão começou com carros na pista. Mais precisamente os dois da Ferrari: Sebastian Vettel e Charles Leclerc, além das Alfa Romeo de Kimi Räikkönen e Antonio Giovinazzi, que partiram para as primeiras voltas de instalação. A novidade no TL1 foi a presença de Nicholas Latifi, que acelerou o carro da Williams no lugar de Robert Kubica.

Aos poucos, a chuva diminuiu um pouco sua intensidade, o que encorajou os pilotos a deixarem os boxes. Mas o volume de água na pista ainda era grande o bastante para que os pneus escolhidos fossem os de chuva extrema.
Carlos Sainz foi o primeiro a marcar tempo no fim de semana em Interlagos (Foto: F1/Twitter)
Depois de mais de 20 minutos, o primeiro piloto a marcar tempo neste fim de semana foi Carlos Sainz. O espanhol cravou 1min23s689 em sua primeira volta cronometrada com a McLaren em Interlagos. Sainz ainda completou mais uma volta, em 1min22s149, antes de voltar para os boxes.

Lando Norris e Leclerc fizeram seus primeiros tempos em seguida, com o monegasco assumindo a ponta do treino com 1min21s259. Em sua primeira saída à pista como hexacampeão mundial, Lewis Hamilton chegou a completar uma volta de instalação antes de voltar para os boxes. Leclerc também voltou para os boxes, mas apenas para trocar os pneus de chuva extrema para ser o primeiro a acelerar nesta sessão com os intermediários.

Com os compostos verdes e já sem tanta chuva, Leclerc marcou 1min17s285 para ampliar sua margem na liderança. Vettel voltou para a pista, mas o fez com os pneus de chuva extrema. No seu primeiro giro, o alemão virou 5s205 mais lento que seu companheiro de equipe. Seb foi chamado pela Ferrari para fazer a troca para os intermediários, assim como Nico Hülkenberg, que em seguida colocou a Renault na segunda colocação da sessão.
Lewis Hamilton acelera no seu primeiro fim de semana de GP como hexacampeão (Foto: Mercedes)
Vettel subiu para segundo com 1min17s744, com Hülkenberg, Sainz e Daniel Ricciardo fechando a lista provisória dos cinco primeiros a 37 minutos do fim da sessão. Hamilton continuava nos boxes antes de fazer suas primeiras voltas rápidas nesta manhã.

Na sequência do seu stint, Vettel melhorou seu tempo para 1min17s041 e tomou a ponta de Leclerc. Só então a Mercedes mandou seus pilotos para a pista, a começar por Bottas. O finlandês provou a melhora da pista com sua primeira volta rápida e não teve dificuldades para registrar o melhor tempo até então, 1min16s693, assumindo assim a ponta do TL1.

O treino se encaminhou para seus minutos finais com apenas três pilotos na pista: Bottas, Latifi e Alexander Albon, com o anglo-tailandês partindo para abrir suas primeiras voltas na sessão. Ricciardo, por exemplo, já tirava capacete e balaclava e vestia boné, indicando o fim dos trabalhos pela manhã nos boxes da Renault.
Charles Leclerc encarou a pista bastante molhada no TL1 em Interlagos (Foto: Pirelli)
Albon tirou proveito de uma pista muito mais seca. Mesmo com pneus intermediários, o novato fez ótimo tempo e, com sobras, assumiu a liderança com 1min16s399, sendo 0s294 mais rápido que Bottas. Max Verstappen, por sua vez, também não tinha tempo, mas sequer indicava a possibilidade de voltar para a pista. Na sequência de um ótimo stint, Alex baixou ainda mais ao anotar 1min16s142.

Quando restavam menos de 5 minutos para o fim do treino, vários pilotos deixaram os boxes com pneus slicks, Verstappen e Albon, por exemplo, partiram com os macios, enquanto Hamilton optou pelos médios. Max, ao abrir sua volta rápida, escapou na saída do S do Senna, mostrando que a pista ainda estava bem traiçoeira em determinados pontos. E logo em seguida, Albon escapou na Junção, perdeu o controle do carro e acertou a barreira de proteção. Bandeira vermelha que, na prática, encerrou o TL1 em Interlagos.

F1 2019, GP do Brasil, Interlagos, treino livre 1:

1 A ALBON Red Bull Honda 1:16.142   9
2 V BOTTAS Mercedes 1:16.693 +0.551 10
3 S VETTEL Ferrari 1:17.041 +0.899 13
4 C LECLERC Ferrari 1:17.285 +1.143 13
5 C SAINZ JR McLaren Renault 1:17.786 +1.644 16
6 N HÜLKENBERG Renault 1:17.899 +1.757 8
7 D RICCIARDO Renault 1:17.985 +1.843 9
8 P GASLY Toro Rosso Honda 1:18.100 +1.958 17
9 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:18.274 +2.132 16
10 L NORRIS McLaren Renault 1:18.559 +2.417 15
11 G RUSSELL Williams Mercedes 1:18.779 +2.637 18
12 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:19.247 +3.105 10
13 L STROLL Racing Point Mercedes 1:19.414 +3.272 6
14 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:19.532 +3.390 12
15 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:19.600 +3.458 18
16 N LATIFI Williams Mercedes 1:20.010 +3.868 16
17 L HAMILTON Mercedes     3
18 M VERSTAPPEN Red Bull Honda     1
19 S PÉREZ Racing Point Mercedes     3
20 R GROSJEAN Haas Ferrari     3
    Tempo 107% 1:21.472 +5.330  
           
REC L HAMILTON Mercedes 1:07.281 10/11/2018  
MV V BOTTAS Mercedes 1:10.540 11/11/2018  

Paddockast # 42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM



GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar