Albon se preocupa com limites de pista, mas celebra desvantagem curta para Verstappen

Alexander Albon teve muitos problemas com voltas deletadas, mas conseguiu encaixar uma interessante no final do Q3 para largar em sexto, com uma distância menor que a habitual para o companheiro Max Verstappen

Alexander Albon vai largar na sexta colocação no GP da Emília-Romanha. Neste sábado (31), o tailandês voltou a ser mais lento que Pierre Gasly, da AlphaTauri, mas ao menos ficou mais próximo de Max Verstappen. A distância de menos de 0s4 para o companheiro, inclusive, foi motivo de celebração pelo jovem piloto que sabe que precisa mostrar serviço para manter o emprego para 2021.

Albon falou da preocupação que teve com os limites de pista, afinal, foi um dos pilotos que mais voltas deletadas tiveram. O tailandês citou a desvantagem curta para Verstappen e a proximidade de Gasly e Daniel Ricciardo como pontos positivos.

“Você sempre se preocupa com os limites de pista, mas era a última volta do Q3, precisava tentar deixar isso de lado para ter uma volta rápida. Estou bem satisfeito com a diferença para o Max. E também para os demais, 0s1 me colocaria em quarto”, disse à emissora inglesa Sky Sports.

Max Verstappen, Alexander Albon, Fórmula 1 2020, Red Bull
Albon celebrou a desvantagem menor para Verstappen (Foto: Reprodução)

Diferentemente do que disse Lewis Hamilton, que espera uma prova chata, Albon vê chances de ganhar posições durante a corrida.

“Estamos em uma boa posição para a corrida de amanhã. Ainda precisamos ver como a pista vai estar amanhã, ninguém sabe ainda. Mas, ao menos em teoria, me parece boa, vamos ver amanhã”, completou.

Albon ocupa a oitava colocação no Mundial de Pilotos com 64 pontos, 1 a mais que Gasly e 98 a menos que Verstappen.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube