Alfa Romeo adia decisão, mas diz que pode “manter mesma dupla ou mudar” em 2022

Frédéric Vasseur afirmou que vai esperar pela decisão das equipes maiores antes de analisar as opções da alfa Romeo. Dirigente ressaltou que não vê como negativo a pressão extra que isso representa para Kimi Räikkönen e Antonio Giovinazzi

Leia esta matéria em espanhol no GRAN PREMIO.

Hamilton superou Verstappen na frente de uma torcida apaixonada para liderar a classificação do GP da Inglaterra (Foto: Vídeo: Reuters)

A Alfa Romeo admitiu a possibilidade de mudar completamente a dupla de pilotos para a temporada 2022 da Fórmula 1. Frédéric Vasseur, no entanto, quer esperar pela decisão das equipes principais antes de considerar as opções que tem na mesa.

Hoje, a Alfa Romeo conta com Kimi Räikkönen e Antonio Giovinazzi. A dupla, porém, soma apenas dois pontos em 2021, um de cada. Assim, a equipe comandada por Vasseur tem a oitava colocação no Mundial de Construtores, à frente apenas de Williams e Haas.

Frédéric Vasseur vê positiva a pressão em Giovinazzi e Räikkönen (Foto: Alfa Romeo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Pontuação extra, pneus e até horários: tudo sobre a primeira corrida sprint da F1

Nesse cenário, a Alfa Romeo vem adiando a decisão em relação ao destino do piloto de 41 anos e do italiano de 27 que conta com apoio da Ferrari. Vasseur entende que continuidade pode ser beneficial para a escuderia, mas admite a possibilidade de mudar completamente.

“Pode ser uma questão, mas não necessariamente”, disse Vasseur. “Podemos dizer que é sempre bom ter uma espécie de continuidade na equipe, pois pelo menos você tem uma referência e pode comparar com as sensações do ano anterior e blá, blá, blá. Mas vamos ver”, seguiu.

“Faremos a escolha quando for o momento certo de fazer isso. Podemos manter o mesmo line-up ou podemos mudar, mas tudo está aberto”, ponderou. “Também é bem confortável para a equipe ter tudo aberto. É bom para Antonio e para Kimi. Não sinto que estar pressionado é fundamentalmente ruim. Precisamos da pressão para ter performance. Não quero que seja um mundo fácil”, frisou.

O chefe da Alfa Romeo, porém, promete ter paciência para esperar as decisões das equipes maiores.

“Vamos ver como o mercado vai se desenvolver. Acho que, como sempre, o sistema vai preencher os lugares da ponta. Isso significa que a Mercedes tem de tomar uma decisão e aí a Red Bull tem de tomar uma decisão. Aí, como num dominó, em algum momento teremos algumas oportunidades na mesa e vamos tomar uma decisão”, encerrou.

O GP da Inglaterra propriamente dito, o principal evento do fim de semana, no domingo, acontece às 11h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

HAMILTON BATE VERSTAPPEN E É POLE DA CORRIDA DE CLASSIFICAÇÃO DO GP DA INGLATERRA DE F1 | Briefing

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar