F1
09/10/2018 02:12

Alonso minimiza briga para ser ‘melhor do resto’ na F1: “Terminar em sétimo não significa nada”

Fernando Alonso não tem nenhum interesse em superar pilotos de equipes rivais para ser o melhor das medianas. O espanhol traçou como objetivo para as últimas quatro corridas da carreira na F1 sustentar o sexto lugar da McLaren entre equipes
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Fernando Alonso (Foto: McLaren)
Fernando Alonso segue envolvido no grupo de pilotos com chances de terminar o Mundial de Pilotos em sétimo – o melhor das equipes medianas, atrás dos seis das de ponta –, mas é uma briga que nem empolga muito. O espanhol deu de ombros para o resultado final da briga de pilotos e destacou que o único objetivo é conseguir um bom resultado no Mundial de Construtores.
 
“Não significa nada terminar um campeonato em sétimo”, disse Alonso. “Não faz sentido ter um plano para isso. Meu único plano é terminar o Mundial de Construtores na posição mais alta possível com a McLaren”, afirmou.
 
O interesse pelo Mundial de Construtores se explica: quanto mais alta a posição de uma equipe, maior a premiação. A McLaren é a atual sexta colocada, e com mais chances de perder terreno do que de ganhar.
Fernando Alonso só quer ajudar a McLaren no fim de 2018 (Foto: McLaren)
“Estamos em uma posição forte agora. Talvez não tenhamos esperanças de alcançar a Renault ou a Haas, mas a diferença para Force India e Sauber está diminuindo a cada corrida porque eles estão muito fortes agora. Não vamos deixar que eles nos alcancem até Abu Dhabi. Esse é meu maior objetivo, não estou interessado no Mundial de Pilotos”, encerrou.
 
Alonso é o atual décimo colocado no Mundial de Pilotos, com 50 pontos somados. Restando quatro corridas, a briga pela liderança do grupo intermediário tem um empate triplo: Kevin Magnussen, Sergio Pérez e Nico Hülkenberg somam 53 pontos cada.
 
O próximo episódio das brigas de Alonso – as que importam e as que não – é no GP dos Estados Unidos. A corrida em Austin acontece dentro de duas semanas em 21 de outubro.