Alonso põe Ferrari na ponta no TL1 na Austrália. Massa é quarto, e cinco carros não marcam tempo

Fernando Alonso marcou 1min31s840 e liderou a primeira sessão oficial da F1 em 2014. Williams ficou com dois carros no top-5, e a Red Bull surpreendeu com Daniel Ricciardo em quinto e Sebastian Vettel em sétimo

icone_warmup REVISTA WARM UP 48 | GUIA DA F1 2014:
Tudo o que você precisa saber sobre o novo campeonato


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A F1 iniciou os trabalhos oficiais da temporada 2014 com uma sessão pacata em Melbourne, na Austrália, que terminou com Fernando Alonso na primeira posição. O espanhol registrou 1min31s840 num treino que, ao contrário do que se imaginava, teve somente um piloto ficando parado na pista: o inglês Lewis Hamilton.

Alonso fez sua melhor volta a cerca de 30 minutos do fim, superando Jenson Button por 0s6. Com a McLaren Mercedes, o britânico cravou 1min32s357.

A Williams apareceu na sequência com seus dois pilotos, Valtteri Bottas e Felipe Massa. O finlandês completou um bom número de 27 voltas no Albert Park.

Daniel Ricciardo, correndo em com a Red Bull, completou o top-5, seguido por Nico Rosberg e pelo tetracampeão Sebastian Vettel. Um desempenho, de certa forma, melhor do que se esperava dos rubro-taurinos, cuja pré-temporada foi extremamente tumultuada.

Cinco dos 22 pilotos sequer registraram tempo nos 90 minutos de sessão em Melbourne: os dois da Lotus, os dois da Caterham e o já mencionado Hamilton. Romain Grosjean nem teve a chance de acelerar seu E22.

A cobertura completa do GP da Austrália no GRANDE PRÊMIO
As imagens da quinta-feira da F1 na Austrália
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
Líder, Alonso também foi o primeiro piloto a entrar na pista em Melbourne (Foto: Twitter/Ferrari)

Confira como foi o primeiro treino livre para o GP da Austrália:


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A longa espera acabou quando a luz verde se apagou e Fernando Alonso deixou os boxes para acelerar sua F14 T no Albert Park. O espanhol foi seguido pelo novato Kevin Magnussen, da McLaren, e por mais uma penca de gente que foi à pista para completar aquelas costumeiras voltas de instalação para verificar o funcionamento dos sistemas de seus carros.

E, na primeira das muitas ironias que a F1 2014 promete nos propiciar, foi a Mercedes de Lewis Hamilton que parou na pista com menos de cinco minutos de sessão. O W05 foi o carro que mais andou na pré-temporada. Um sensor detectou uma anomalia na pressão do óleo desligou sua unidade de força por precaução. Fim de um treino que mal começou para o britânico, que precisou pegar uma carona para voltar aos boxes.

Mais discretamente que Hamilton, Marcus Ericsson e Kamui Kobayashi também tiveram problemas logo de cara. Após suas voltas de instalação, eles não voltaram mais à pista. O japonês com problemas no sistema de combustível, e o sueco, elétricos. O duo nem esperou o fim da sessão para tirar o macacão e vestir camisetas pólo verdes.

Contrariando o que normalmente acontecia no TL1 nos últimos anos, as equipes não demoraram muito para mandar seus pilotos de volta à pista. No 15º minuto, Daniel Ricciardo, estreando na Red Bull, já tratou de fechar uma volta lançada: 1min37s290. A temporada, de fato, teve início. O australiano continuou girando pela pista em Melbourne e logo ganhou a companhia de Magnussen.

Os tempos baixaram rapidamente. Pouco depois, Nico Rosberg já andava na casa de1min32s6 com sua Mercedes, e o próprio Ricciardo chegava aos 1min33s6.

A primeira meia-hora da F1 em 2014 se encerrou com Alonso em primeiro – tendo baixado em 0s05 o tempo de Rosberg – e Sergio Pérez derrapando após perder a traseira no meio da curva 3. O mexicano ainda conseguiu evitar a rodada e seguir acelerando. Dez pilotos tinham registrado voltas, sendo que Ricciardo era o que mais andara até então: 11 giros.

Massa demorou para sair dos boxes, mas fechou em quarto no TL1 (Foto: Twitter/Williams)

Felipe Massa estava entre o grupo que seguia assistindo as atividades direto dos boxes em Melbourne, junto de gente como Sebastian Vettel, Kimi Räikkönen, e a dupla da Lotus, dentre outros.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Jenson Button iniciou, então, um long-run no qual foi subindo pela tabela de tempos até alcançar a liderança com um tempo de 1min32s357 e só aí recolher para a garagem de Melbourne.

Foi quando, com pouco menos de 45 minutos para o final da sessão, Massa enfim sentou no cockpit do FW36 e foi andar. Sebastian Vettel também. A primeira volta lançada do brasileiro em 2014, 1min34s502, colocou-o em 11ª.

Dez minutos mais tarde, Felipe estava em terceiro. Na verdade, chegou a ser segundo, mas Alonso logo melhorou para a casa de 1min31s840.

Visando testar a confiabilidade dos motores Renault, a Toro Rosso andava bastante. Seus pilotos também cometiam erros: tanto Jean-Éric Vergne quanto Daniil Kvyat saíram do traçado para aparar a grama da área de escape da curva 1 – o russo, três vezes. Alonso também cometeu o mesmo deslize, bem como Massa e Magnussen, lá nos instantes finais.

Outro piloto que foi ter os primeiros problemas mecânicos do ano foi Esteban Gutiérrez, cuja caixa de câmbio era removida de sua Sauber.

Enquanto isso, Max Chilton aprendia que o pit-lane não é exatamente um lugar muito aderente: permitiu que o MR03 escorregasse na chegada aos boxes e relou de leve em um macaco segurado por um de seus mecânicos.

A meia-hora do fim, oito pilotos sequer haviam feito voltas lançadas em Melboure: Adrian Sutil, Ericsson, Jules Bianchi, Hamilton, Kamui Kobayashi, Vettel, Romain Grosjean e Pastor Maldonado. Os dois da Lotus, na realidade, nem deram voltas de instalação.

Vettel saiu desse grupo com 24 minutos faltando: 1min34s593, 2s7 mais lento que Alonso. Mais um giro pela pista e o tempo baixou para 1min32s974. Nesse ínterim, Bottas subiu para quarto.

A Lotus só foi dar sinal de vida a 15 minutos do fim, quando mandou Maldonado sair dos boxes. O venezuelano deu uma volta e passou pelo pit-lane antes de partir para um segundo passeio pelo Albert Park.

Pastor Maldonado mais assistiu do que andou em Melbourne (Foto: Twitter/Lotus)

A coisa estava tão boa que, andando devagar, ele conseguiu passar na caixa de brita. Vinha lento já há alguns metros, com o V6 turbo da Renault fazendo um barulho esquisito e soltando fumaça. No retorno à garagem, acenou pedindo ajuda: sequer pôde chegar ao seu pit por conta própria.

A essa altura, uma galera andava, mas a tabela de tempos apresentava certa estabilidade com Alonso, Button, Massa, Bottas e Ricciardo no top-5.

Nos instantes finais, Vergne tornou a passear pela área de escape, na saída da curva 3. E Bottas acelerou para passar Massa e ficar com o terceiro posto.

Vergne acabou sendo o piloto com a maior quilometragem acumulada no TL1: foram 30 voltas. Magnusseu deu 28, e Kvyat e Bottas, 27.

F1, GP da Austrália, Melbourne, treino livre 1:

1 14 FERNANDO ALONSO ESP FERRARI 1:31.840   20
2 22 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES 1:32.357 +0.517 23
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:32.403 +0.563 27
4 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:32.431 +0.591 19
5 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:32.599 +0.759 26
6 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:32.604 +0.764 17
7 1 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT 1:32.793 +0.953 10
8 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES 1:32.847 +1.007 27
9 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:32.977 +1.137 19
10 25 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT 1:33.446 +1.606 30
11 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:33.533 +1.693 23
12 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:33.855 +2.015 24
13 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT 1:34.272 +2.432 27
14 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI 1:35.578 +3.738 7
15 99 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI 1:36.445 +4.605 13
16 17 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI 1:40.859 +9.019 6
17 4 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI 1:46.922 +15.082 4
18 9 MARCUS ERICSSON SUE CATERHAM RENAULT     1
19 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES     1
20 10 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT     1
21 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT     2
22 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS RENAULT     0
    TEMPO 107% TL1   1:38.269 +6.429  
               
RECORDE SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT RB7 1:23.529 26/03/2011  
MELHOR VOLTA  MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI F2004 1:24.125 07/03/2004  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube