F1
23/08/2018 12:33

Alonso revela que recusou proposta da Red Bull para substituir Ricciardo em 2019

Fernando Alonso foi convidado pela Red Bull para substituir Daniel Ricciardo já em 2019. A revelação do espanhol contraria afirmação anterior do chefe Christian Horner, que disse recusar Alonso por “causar um pouco de caos”
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Fernando Alonso (Foto: AFP)
Fernando Alonso poderia continuar na F1 em 2019, e até mesmo em uma equipe de ponta. O espanhol afirmou nesta quinta-feira (23) que recebeu propostas da Red Bull para deixar a McLaren e substituir Daniel Ricciardo, de partida para a Renault.
 
“Eu já recebi oferta duas vezes esse ano de uma das três equipes de ponta”, disse Alonso, falando à emissora britânica Sky Sports. Perguntado se a equipe em questão é a Red Bull, o espanhol foi direto: “Sim”.
 
A revelação de Alonso surpreende. Semanas atrás, o chefe da Red Bull, Christian Horner, disse ter descartado Fernando por acreditar que “ele tende a causar um pouco de caos”. Com a afirmação do espanhol, a impressão passa a ser de que a equipe tentou despistar o interesse.
Fernando Alonso teve a chance de assinar com a Red Bull, mas não quis (Foto: McLaren)
Sobre a recusa, Alonso deixou claro que não tem interesse em seguir na F1 em 2019, independente da competitividade do carro. Conforme revelou o GRANDE PRÊMIO, o espanhol está de partida para a Indy, onde vai defender a Harding em parceria com a Andretti.
 
“Não era o caso de eu entrar nessa aventura [da Red Bull]”, ponderou. “A F1 não está me dando os desafios que eu procuro no momento. Vou deixar a F1 de lado e descobrir coisas novas no automobilismo, que te tornem um piloto mais completo”, seguiu.

A declaração explica a postagem irônica feita por Alonso no último dia 9 de agosto, quando a mesma Sky Sports projetava quem poderia ser o substituto de Ricciardo e a Red Bull descartou o piloto pela questão já mencionada de "causar o caos". O espanhol riu e disse que a declaração de Horner era o mais novo "hit do verão". 
Sem Ricciardo e Alonso, a Red Bull decidiu que o companheiro de Max Verstappen em 2019 é Pierre Gasly, hoje na Toro Rosso.