Alonso vê tempo para recuperação e fala em plano agressivo da Ferrari para alcançar rivais em 2014

Fernando Alonso e Kimi Räikkönen se mostraram desapontados com o desempenho da Ferrari em Sakhir, mas disseram que ainda há tempo para tornar a F14T um carro competitivo

Depois de um GP do Bahrein de pouca performance da Ferrari, Fernando Alonso insistiu em dizer que ainda há uma maneira de tornar a F14T um carro mais competitivo. O espanhol vê tempo para recuperação na temporada 2014 e disse que a equipe italiana possui um plano agressivo para alcançar as principais adversárias.

Neste domingo (6), o bicampeão cruzou a linha de chegada apenas em nono, sem oferecer grande resistência aos rivais. "A corrida de hoje foi complicada para nós, mesmo sabendo que seria mais ou menos assim, por causa das longas retas desta pista, que parece ser no momento o nosso ponto fraco", explicou o asturiano.

"O safety-car nos ajudou um pouco no fim, nos permitiu economizar combustível, mas não foi suficiente para mudar o nosso resultado. A verdade é que os oito carros à nossa frente estão fazendo um trabalho bem melhor que nós", completou.

Alonso vê tempo para Ferrari se recuperar (Foto: Getty Images)

"Nós fizemos tudo que estava ao nosso alcance, mas não podemos ficar satisfeito com o nosso desempenho nesse momento, então o foco é trabalhar dia e noite para melhorar isso. A temporada ainda está no início e acho que podemos nos recuperar. Nós temos recursos e potencial para isso", acrescentou.

Alonso também vê nos testes com a Pirelli na próxima semana, na mesma pista do Bahrein, como uma grande oportunidade para promover mudanças e atualizações na Ferrari. "Na próxima semana será importante voltar à pista para testar e nos preparar para as próximas corridas."

"Nós temos um plano muito agressivo, também porque os nossos adversários não estão sentados, apenas observando", acrescentou.

Kimi Räikkönen também se mostrou decepcionado com o décimo posto neste domingo, mas, assim como Alonso, também acredita na recuperação da Ferrari. "Estou desapontado com o resultado de hoje, principalmente depois da classificação de ontem. Eu esperava um pouco mais", disse o finlandês.

"Nós sabíamos que esta pista não é a melhor para o nosso carro e que a Mercedes seria muito rápida. Mas o carro melhorou muito no geral, e isso me deixa mais confiante para os próximos GPs", concluiu.

 
 
Viaje para Mônaco e acompanhe o GP mais tradicional do Mundial da F1 com o GRANDE PRÊMIO por um PREÇO ESPECIAL. Veja o pacote aqui:

Foto: Mais uma novidade nesta semana de início da F1: leitor/seguidor do GRANDE PRÊMIO tem preço especial na compra dos pacotes com a AMK Viagens. Já pensou em ir para Mônaco e acompanhar essa <a href=F1 imprevisível no glamour do Principado? Dica de amigo: dá uma olhadinha, fala com os amigos e entra em contato com o Edgar Efeiche para uma viagem em alta velocidade: http://www.amkviagens.com.br/2011/index.php/terrestres_internacionais/ver/104" src="https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/t1/s843x403/1239391_634676119915289_405699877_n.jpg" style="border: none;vertical-align: baseline;background-color: transparent;margin: 0px;padding: 0px;height: 241px;width: 650px"/>

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube