Alpine assume inspiração, mas rejeita cópia de RB19: “Temos de seguir nosso caminho”

Matt Harman, diretor-técnico da Alpine, reforçou que entendeu o conceito aplicado nos carros dos rivais, mas reiterou que copiá-los não é o melhor caminho para alcançar o topo na F1

A Alpine conseguiu entender o conceito do carro da Red Bull e de diversas outras equipes do grid, mas reforçou que não pretende fazer uma cópia dos modelos que foram utilizados nas temporadas anteriores. De acordo com Matt Harman, diretor-técnico da escuderia francesa, se basear nos rivais é algo válido, mas copiá-los não é o suficiente para alcançar o topo no esporte.

Embora tenha conseguido pódios com Esteban Ocon e Pierre Gasly em 2023, a Alpine foi apenas a sexta força do grid e raramente ameaçou alguma das equipes que pertenciam ao top-5. Ao longo da campanha, no entanto, o time baseado em Enstone entendeu qual conceito estava sendo utilizado pelos rivais mais rápidos, mas reforçou que copiá-los nunca foi uma opção.

Relacionadas


“Acho que entendemos muito bem [sobre o RB19] e sabemos o que eles estão fazendo. Também aprendemos sobre alguns dos outros carros do grid. Há também alguns outros carros excelentes que tiveram desenvolvimentos realmente interessantes. Mas, no final, se apenas seguirmos essas equipes, nunca estaremos na frente. Acho que é um verdadeiro mantra para nós que precisamos ser inspirados por essas pessoas, mas precisamos seguir nosso próprio caminho”, disse Harman.

Com isso, Harman quer evitar um cenário parecido com o que aconteceu com a Aston Martin em 2023. No início do ano, o time liderado por Mike Krack surgiu com um carro muito similar ao que a Red Bull desenvolveu para a temporada de 2022. A proposta até rendeu frutos no início da campanha, mas depois o time britânico se perdeu no desenvolvimento e despencou na tabela.

Alpine conseguiu dois pódios em 2023 (Foto: Alpine)

Por isso, o diretor-técnico da Alpine reforçou que é importante se inspirar nos rivais, mas fazer uma cópia não é um caminho dos mais interessantes.

“Acho que o importante é olhar além dos carros que você vê ao seu redor. Se aparecermos com um carro que as pessoas veem agora, quando chegarmos a 2025, ele estará muito desatualizado. É muito importante se inspirar no que você vê. Mas precisamos ter como meta algo que vai além disso”, finalizou Matt.

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro de 2024, com os testes coletivos da pré-temporada, no Bahrein.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.