Antes do GP de Abu Dhabi, Grupo de Estratégia da F1 se reúne em Paris e discute adoção de motor alternativo para 2017

Perto da etapa derradeira da temporada, a F1 vai se reunir nesta terça-feira em Paris para debater temas como a adoção dos motores alternativos para a temporada de 2017, mas também vai colocar na pauta algumas pequenas mudanças aerodinâmicas para o campeonato do ano que vem

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Uma vez que o GP de Abu Dhabi, etapa derradeira da temporada 2015 marcada para domingo, representa muito mais um clima festivo para o Mundial de F1, a terça-feira (24) ganhou um caráter importante para a categoria. O Grupo de Estratégia, associação da qual faz parte a FIA (Federação Internacional de Automobilismo), a FOM (Formula One Management, empresa que rege os direitos comerciais) e as principais equipes do grid, vai se reunir em Paris para debater temas que podem mudar a cara da F1 nos próximos anos, sendo que a pauta da adoção dos motores alternativos para 2017 estará na mesa. A informação é da revista britânica ‘Autosport’.
 
Duas fornecedoras se inscreveram para participar do processo seletivo promovido pela FIA para a escolha da preparadora que vai cuidar dos novos motores alternativos: a britânica AER e a tradicional Ilmor. A proposta vai contra os anseios das atuais fornecedoras da F1: Mercedes e Honda, por exemplo, já se declararam contrárias ao projeto. A Sauber, parceira da Ferrari, e a McLaren, também se opõem. Do outro lado, times como a Force India, Red Bull e a Toro Rosso já se mostraram favoráveis aos motores alternativos.
A F1 vai se reunir em Paris para discutir o futuro do esporte e debaterá os motores alternativos para 2017 (Foto: Getty Images)
Segundo a publicação, além da proposta promovida por Jean Todt, presidente da FIA, e Bernie Ecclestone, chefe supremo da F1, de escolher uma montadora independente para construir um motor alternativo e, assim, diminuir o poderio das fornecedoras e reduzir os custos para as equipes com menor orçamento, outros temas estarão em discussão nesta terça-feira.
 
Um deles é a mudança do nome da equipe, hoje oficialmente chamada Manor Marussia. A equipe, que vive um momento de incerteza depois da debandada da cúpula formada por John Booth, o chefe do time, e de Graeme Lowdon, seu diretor-esportivo, deve se chamar apenas Manor em 2016. O time inglês já garantiu uma importante parceria com a Mercedes para contar com o melhor motor da F1 em 2016, mas atravessa um período de transição e indefinição.
 
Sobre 2017, outra pauta na mesa da reunião de logo mais será a discussão a respeito de uma possível adoção do efeito solo, proposta pela Red Bull para inclusão nas novas normativas aerodinâmicas que a categoria busca implementar para a temporada. O objetivo do Grupo de Estratégia é proporcionar uma F1 mais rápida, com carros entre 5 e 6s mais velozes e pneus que sejam mais aderentes e mais largos.
 
Além disso, o Grupo de Estratégia vai debater a possibilidade de realizar pequenas mudanças em termos de aerodinâmica, mas já visando a próxima temporada da F1, bem como discutir os testes de pneus e a requisição da Pirelli, que pediu um carro mais atualizado para desenvolver os pneus para 2017 ao longo do ano que vem.
 
Vale lembrar que todas as propostas debatidas e aprovadas pelo Grupo de Estratégia não viram regra logo de imediato, uma vez que tudo precisa ser oficialmente ratificado pelo Conselho Mundial da FIA. O próximo e derradeiro encontro do Conselho será realizado em dezembro.
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Lembram-se daquele carro conceito de 2017 que a Ferrari fez no começo do ano? Pois o pessoal da Asseto Corsa trabalhou…

Posted by Grande Prêmio on Quarta, 18 de novembro de 2015

PADDOCK GP EDIÇÃO #7: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube