Após abandonos, chefe-adjunto diz que Lotus vai mudar estratégia de largada: “Precisamos ser mais cuidadosos”

Os abandonos de Romain Grosjean e Pastor Maldonado após a largada do GP da Itália fizeram com que a Lotus saísse sem pontos de uma corrida promissora. Por isso, agora o time que mais cuidado e vai trabalhar numa abordagem diferente nas largadas

Após uma boa classificação em Monza, para o GP da Itália, a corrida da Lotus durou uma volta. Uma confusão com Marcus Ericsson e Nico Hülkenberg na primeira curva custou todo o trabalho do fim de semana feito pelo time de Enstone. Já deu de despedidas na largada para a Lotus, que admite adotar uma estratégia diferente para começar as corridas de agora em diante.
 
O chefe-adjunto da equipe, Federico Gastaldi, confirmou a informação. Gastaldi tomou cuidado para não apontar o dedo para os pilotos Romain Grosjean e Pastor Maldonado, dizendo que não pode culpá-los por tentar ganhar posições, mas é algo que não pode continuar acontecendo. Especialmente numa prova promissora como era a italiana para a escuderia. 
Momento da largada do GP da Itália (Foto: AP)
"Absolutamente, sim. Não podemos culpar os pilotos por tentarem chegar à frente o máximo possível, mas temos que trabalhar nisso, absolutamente. Temos que ser mais conservadores talvez na primeira curva. Precisamos ser mais cuidadosos. É algo que vamos sentar com todos os envolvidos na estratégia, incluindo Nick Chester, Alan Permane e os pilotos. Precisamos dar um jeito juntos", disse em entrevista à revista inglesa 'Autosport'.
 
"Tivemos um treino classificatório fantástico, inclusive Pastor estava no Q3, então foi muito frustrante para todo o time depois de todo o esforço do staff em colocar os dois na pista e depois na fábrica. Temos carros muito bons. Se você dá um bom carro aos pilotos, eles podem entregar resultados, mas incidentes de corrida são imprevisíveis", seguiu.
 
"Foram incidentes de corrida. Ninguém quer ter essa experiência, mas eu sei que acontece. Não dá para culpar alguém. Simplesmente acontece", seguiu.
 
Com os problemas – e o P6 e P7 marcados por Sergio Pérez e Hülkenberg -, a Lotus acabou passada pela Force India pelo quinto lugar no Mundial de Construtores.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube