Após pódio, Vettel brinca sobre ausência de chefe da Ferrari: “Que fique em casa”

Sebastian Vettel foi ao pódio pela primeira vez em 2020, e logo quando o chefe Mattia Binotto ficou em casa. Em tom de brincadeira, o alemão sugeriu que o dirigente siga ausente

Mattia Binotto ficou em Maranello no fim de semana do GP da Turquia, logo quando a Ferrari conseguiu colocar Sebastian Vettel em terceiro e Charles Leclerc em quarto, o melhor resultado de 2020. Para o piloto alemão, talvez seja um sinal: em tom de brincadeira, Vettel pediu que Binotto siga ausente nos próximos GPs da temporada.

“Acredito que essa é a maior quantidade de pontos que conseguimos em uma só corrida nessa temporada, e sem o Mattia [Binotto, chefe de equipe] aqui”, comentou Vettel. “Se na próxima corrida não pontuarmos muito, vamos fazer ele ficar em casa outra vez”, riu.

O próprio Binotto entrou na brincadeira e disse que nem acompanharia a equipe nos GPs de Sakhir, marcados para daqui duas semanas

Sebastian Vettel subiu ao pódio com o terceiro lugar (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Parece que nossa melhor corrida esse ano foi justamente quando eu fiquei em casa. Bem, anuncio que também vou ficar em Maranello durante os GPs em Sakhir”, falou Binotto.

No caso particular de Vettel, o GP da Turquia foi incrivelmente bom. O alemão acertou tudo e, largado em 11°, foi ao terceiro lugar. O pódio foi assegurado na penúltima curva, quando Charles Leclerc brigava por posição com Sergio Pérez e escapou da pista.

Binotto acompanhou tudo pela televisão. O dirigente optou por evitar a viagem e concentrar esforços em tarefas na fábrica de Maranello. A equipe trabalha pesado nos bastidores para contornar erros do carro de 2020, que não teve condições nem mesmo de pontuar em algumas ocasiões, e reagir em 2021.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube