Após tentar “tudo que podia” na Hungria, Verstappen lamenta: “Não foi o bastante”

Max Verstappen saiu do carro até contente com a corrida que fizera e reconheceu o bom fim de semana da Red Bull, mas lamentou que tudo isso não tenha sido o bastante para superar Lewis Hamilton e a Mercedes em Hungaroring

Max Verstappen liderou o GP da Hungria deste domingo (4) por 68 das 70 voltas, mas perdeu a dianteira próximo do fim. O sucesso de Lewis Hamilton não incomodou tanto o holandês, que entendeu o fim de semana como positivo apesar de ter visto o oitavo triunfo da carreira escapar pelos dedos. 
 
Hamilton estava relativamente perto do holandês quando, a 21 voltas do fim, parou nos boxes totalmente de surpresa para quem não estava na Mercedes e trocou os pneus duros por médios. Como Verstappen não tinha janela de vantagem para parar também, teve de tentar segurar mesmo de pneus duros 23 voltas mais velhos.
Lewis Hamilton e Max Verstappen (Foto: Mercedes)

Demorou, mas Hamilton tirou os mais de 22s de vantagem e ultrapassou no fim. 

 
"Nós simplesmente não éramos rápidos o bastante, mas tentei tudo que eu podia com os pneus duros para ficar vivo na corrida. Infelizmente não foi o bastante", disse em entrevista concedida a Paul di Resta ainda na pista.
 
"Parabéns a Lewis pela vitória. Ele estava tentando de verdade. Hoje nós não vencemos, mas como eu disse: foi um bom dia e fim de semana para nós. Simplesmente faltou aderência. Fizemos uma parada, enquanto eles optaram por duas", finalizou.
 
Com o resultado, Verstappen vai para as férias apenas sete pontos atrás de Valtteri Bottas na luta pelo vice-campeonato.

Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube