Arrependido por ultrapassagem, Vettel admite erro na Malásia e diz: “Se pudesse desfazer, eu o faria”

Descontente com sua própria vitória no GP da Malásia, Sebastian Vettel reconheceu que errou ao passar Mark Webber e disse que deve uma explicação para a Red Bull. Tricampeão afirmou que voltaria atrás se pudesse

Webber afirma que Red Bull protege Vettel "como de costume"
Vettel assume rótulo de ovelha negra e pede desculpas a Webber

A Red Bull vai ter trabalho para colocar o GP da Malásia no passado. Depois de ordenar que as posições de pista fossem mantidas – com Mark Webber na ponta e Sebastian Vettel em segundo –, o germânico decidiu contrariar a esquadra rubro-taurina, partiu para cima do companheiro e venceu a disputa em Sepang. Antes de chegar ao pódio, o clima ficou tenso entre Webber e Vettel, e o tricampeão precisou reconhecer que errou. 

 
Durante a corrida, Sebastian reclamou bastante dizendo que Mark era mais lento e pedindo que a equipe o tirasse de seu caminho, mas o australiano conseguiu manter a frente. Nas voltas finais, quando Vettel partiu para o ataque, Christian Horner, chefe do time, disse pelo rádio: “Seb, isso é estupidez”, mas nem assim o piloto aliviou. 
Tensão tomou conta da Red Bull em Sepang (Foto: Mark Thompson/ Getty Images)
As informações do GP da Malásia em tempo real
A classificação do Mundial de Pilotos
A classificação do Mundial de Construtores
As imagens deste domingo na Malásia

“Eu errei. Adoraria vir aqui com uma boa desculpa ou uma boa história, mas não posso. Essa é a verdade”, reconheceu Vettel, na coletiva de imprensa após a corrida. “Posso entender completamente a frustração do Mark e o time não estando feliz”, continuou. 

 
“Devo uma explicação a ele e também a toda equipe. No momento, não tenho muito mais que explicar. Falamos sobre isso muitas vezes antes da corrida. Isso muito raramente acontece”, lembrou. “Hoje aconteceu e eu deveria ter traduzido a mensagem em ação. Simplesmente não captei a mensagem. Eu recebi. Eu ouvi. Mas, obviamente, não agi, porque não entendi.”
 
Lembrado que Webber não teve a mesma atitude em situações semelhantes no passado, Vettel respondeu: “Agora é difícil encontrar as palavras certas, “Mark e eu estamos acostumados a lutar um com o outro quando estamos próximos, mas com os pneus como eles estão agora, e sem saber por quanto tempo eles vão durar, foi extremamente arriscado ignorar a ordem de ficar em segundo. Nós poderíamos ter terminado em oitavo ou nono depois de destruir os pneus naquelas duas voltas.”
 
“Hoje, eu me coloquei acima daquela decisão. Não tive a intenção. Só posso dizer que lamento, me desculpar”, declarou. 
 
Questionado se estava feliz pela vitória, Vettel respondeu: “Não, não estou”, garantiu. “Como disse, cometi um erro. Se eu pudesse desfazer, eu o faria, mas não posso, então não tenho uma boa sensação agora e, certamente, não será fácil cair no sono está noite. Devo uma explicação adequada e um pedido de desculpas ao Mark e ao time”, concluiu. 
A cobertura do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
Siga o Grande Prêmio no Twitter
VÍDEO: Webber mostra dedo médio para Vettel após corrida

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube