Aston Martin anuncia ex-BMW Mike Krack como novo chefe de equipe na Fórmula 1

Dias após perder Otmar Szafnauer, Aston Martin respondeu com a contratação do ex-diretor-esportivo da BMW

MASI CAIU! E AGORA, HAMILTON FICA NA F1?

Apenas alguns dias depois de confirmar a saída de Otmar Szafnauer do comando da equipe, a Aston Martin já tem um substituto. Na manhã desta sexta-feira (14), a marca inglesa anunciou Mike Krack como o novo chefe de equipe para a temporada 2022 da Fórmula 1. A busca pelo novo chefe foi para fora das terras da equipe e terminou com Krack, que estava no comando do esporte da BMW.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Mike Krack tem uma carreira amplamente ligada à BMW e ao esporte a motor. Engenheiro de testes entre 1998 e 2001, o luxemburguês trabalhou também na Sauber, entre 2001 e 2005, foi chefe de engenharia da BMW Sauber entre o fim de 2005 e janeiro de 2009, além de ter atuado também pela companhia bávara no DTM.

Foi chefe de engenharia de pista da Porsche no projeto LMP1 no Mundial de Endurance entre outubro de 2012 e março de 2014 e desde então voltou a trabalhar com a BMW, onde esteve nos últimos sete anos.

No instante em que a Aston Martin anunciou Krack como seu novo chefe, a BMW tornou pública a nomeação do novo chefe da divisão de esportes a motor: Andreas Roos.

MIKE KRACK; ASTON MARTIN; BMW
A Aston Martin contratou Mike Krack como novo chefe de equipe na Fórmula 1 (Foto: BMW Motorsport)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram
FIA anuncia passo a passo da investigação sobre GP de Abu Dhabi e já cita ‘novo Masi’

“Vencer na F1 é algo possível apenas com os melhores esforços de todos os protagonistas de uma equipe: pilotos, engenheiros, mecânicos, todos. E Mike está em posição perfeita para fazer isso. Estamos contratando gente brilhante todas as semanas. Nossa nova fábrica tem um grande time também de patrocinadores-parceiros”, disse o dono Lawrence Stroll.

“Estamos entrando no segundo ano de um plano de cinco onde o objetivo é conquistar os títulos da F1. Todos os ingredientes que precisamos estão se juntando. Mike terá um papel central de liderança e vai se reportar a Martin Whitmarsh, além de liderar nossas partes técnicas e de operação. Nossa meta coletiva é alcançar as ambições que temos. Estamos no caminho”, seguiu.

“É uma honra ser escolhido para a posição de chefe de equipe da Aston Martin, e estou muito grato a Lawrence [Stroll] e Martin [Whitmarsh] por me darem essa oportunidade tão fantástica”, agradeceu Krack. A Aston Martin é uma das maiores marcas automotivas do mundo. Ter sido chamado para ter papel de liderança no objetivo de entregar sucesso nas pistas da F1 a uma marca que tanto merece é um desafio que pretende abraçar com energia e entusiasmo”, afirmou.

“Estou no esporte a motor há mais de 20 anos e trabalhei com Seb Vettel em 2006 e 2007, quando era engenheiro da BMW-Sauber e ele era piloto de testes. Tenho muito respeito por sua velocidade e habilidade. Será fantástico voltar a trabalhar com ele. Lance Stroll é muito rápido e talentoso, também, com 100 GPs já no bolso. Estou muito ansioso para começar a trabalhar ao lado dele. O pessoal da fábrica de Silverstone sempre me impressionou. É cheio de talento de verdade. A cultura e valores dos corredores de verdade são necessárias para ter sucesso aqui. Sei que meus colegas na Aston Martin sabem disso como eu. Trabalharemos muito duro. Queremos vencer. Juntos, venceremos”, finalizou.

Sebastian Vettel já conhece Mike Krack de outros tempos (Foto: AFP)

“Mike Krack é exatamente a mistura certa de dinâmica e modernidade no cargo de chefia. Trabalhando junto aos outros líderes da equipe e sob Lawrence e minha direção-geral, assim como nosso sempre em crescimento grupo de empregados habilidoso e comprometido, entregaremos o sucesso que a Aston Martin tanto deseja”, prometeu o diretor-executivo Martin Whitmarsh.

“Mike tem experiência em posições de liderança na BMW e na Porsche e um histórico ainda de engenheiro na F1 com a Sauber, o que faz dele uma mistura de experiência e expertise: a escolha ideal para a equipe. Trabalha bem com pilotos, tanto que priorizou isso nos últimos anos com a BMW, e também com engenheiros, já que fala a mesma língua”, fechou.

No caso de Szafnauer, os boatos sobre a saída dele da Aston Martin e interesse da Alpine surgiram ao longo de 2021 e foram rechaçados com veemência. Entretanto, pouco depois do anúncio da Aston Martin confirmando o fim da ligação entre as partes, a Alpine também demitiu o então diretor Marcin Budkowski.

OS PILOTOS QUE METERAM BEDELHO ONDE NÃO FORAM CHAMADOS
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar