Aston Martin garante que Vettel trabalha “incessantemente” para se adaptar ao carro

Chefe de equipe da Aston Martin, Otmar Szafnauer reconhece início ruim de Vettel, mas vê alemão motivado para melhorar desempenho na equipe

Assista aos melhores momentos do GP da Emília-Romanha de F1 (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Apesar de ter um começo conturbado e aquém do esperado na Aston Martin, Sebastian Vettel ainda conta com o respaldo do chefe de equipe, Otmar Szafnauer, que enxerga o início ruim do alemão como combustível para que ele melhore na temporada, ressaltando que o piloto ainda passa por uma “curva de aprendizado” na escuderia.

“Creio que ele está bem. Ele tem altas expectativas sobre si mesmo e trabalha incessantemente para melhorar e superar essa curva de aprendizado. Porém, ainda não está conseguindo. Mas acho que vai pegar essa frustração e voltará mais determinado. Não foi culpa dele mesmo a queima dos dutos de freio. E após começar do pit-lane e ser punido, ele realmente não tinha nenhuma chance”, disse Szafnauer ao site oficial da Fórmula 1.

Tetracampeão mundial da categoria, Vettel chegou à Aston Martin sob grande expectativa, apesar do desempenho ruim das últimas temporadas na Ferrari, equipe que defendeu entre 2015 e 2020. Para o chefe da Aston Martin, o alemão ainda está se adaptando à nova casa.

“Se a filosofia do carro é completamente diferente, isso levará um tempo. Conversei com o Checo [Sergio Pérez], que foi para a Red Bull, que tem um conceito diferente do nosso e ele disse que é a mesma situação, precisará de tempo com o carro para realizar os acertos finos e extrair o máximo do carro, é simples assim”, seguiu.

Otmar Szafnauer segue confiando em Sebastian Vettel (Foto: Racing Point)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ainda na pré-temporada, Vettel perdeu muito tempo de pista por conta de problemas nos freios da equipe, algo que voltou a acontecer no GP da Emília-Romanha. E o começo tortuoso do multicampeão na equipe britânica ainda foi atestado pelo 15º lugar obtido na etapa do Bahrein e pelo abandono na volta final em Ímola.

“Meu único arrependimento é que não estamos com a confiança que achávamos ter antes da temporada. O Seb perdeu muito neste um dia e meio, então temos de testar muito com ele no carro, acho que assim, ele estará em um outro ponto da curva de aprendizado”, continuou.

“O Seb nunca esteve realmente na disputa em Ímola, mas depois que ele colocou os pneus slicks, ele estava fazendo alguns tempos de volta muito rápidos se você os assistisse. Então eu acho que ele está melhorando no carro e vai ficar cada vez melhor”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar