Barrichello diz que Schumacher “não era solidário”: “Achava que equipe era dele”

Rubens Barrichello recordou os tempos de Fórmula 1 e valorizou as boas relações que teve com os companheiros de equipe. No entanto, disse que com Michael Schumacher era diferente no sentido do alemão não dar abertura para troca de informações

Rubens Barrichello teve uma das carreiras mais longas na Fórmula 1. Dono de 322 largadas com 11 vitórias, 14 poles, 68 pódios e dois vice-campeonatos, o brasileiro teve passagens marcantes por equipes como Ferrari, Stewart, Honda e Williams e ótimos convívios com diferentes companheiros, entre eles Johnny Herbert, Eddie Irvine, Jenson Button, Nico Hülkenberg e Jan Magnussen. No entanto, por mais que a relação não fosse ruim, teve algumas dificuldades com Michael Schumacher e a forma como o alemão se posicionava na Ferrari.
 
O piloto de 47 anos contou que Michael não era de compartilhar muita informação e que foi o único dos parceiros de time que se distanciava mais na hora de falar de competição. De acordo com Barrichello, o alemão entendia que a Ferrari era dele.
 
"Sempre fiz amigos e sempre tive uma boa relação com todos os meus companheiros de equipe. Com Michael também, mas ele nunca foi solidário, nunca esteve ali para oferecer ajuda, também nunca perguntei nada a ele. Há companheiros que você pode chegar e conversar, perguntar coisas, mas dava para ver que Michael era diferente, trabalhava de outra forma. Muitas vezes a gente terminava uma reunião em que ambos estávamos e começavam outra só com o Michael. Ele sentia que a equipe era dele", comentou o brasileiro no podcast 'Beyond the Grid', do site oficial da F1.
Michael Schumacher passou longe de ser o companheiro mais agradável para Rubens Barrichello (Foto: AFP)

Para Rubens, no entanto, entre 2000 e 2005, quando correu ao lado de Schumacher, ajudou bastante o heptacampeão a aprimorar seu estilo de pilotagem, especialmente nas curvas de baixa velocidade.

 
"Ele era muito, muito bom nas curvas de alta velocidade, extremamente valente. Só que eu acho que nas curvas de baixa ele melhorou estudando como eu as fazia. Lembro que Ross [Brawn] disse muitas vezes que precisaria melhorar nisso e eu acho que ambos nos puxamos para outro nível. Foi bom e não era fácil fazer o Schumacher chegar a um novo nível", completou.
 
Após ser terceiro na F3000 em 1992, Barrichello fez 19 temporadas consecutivas na F1, se aventurando depois na Indy e, finalmente, na Stock Car, categoria em que corre até hoje e, em 2019, segue vivo na luta pelo título.

Carregando…

Paddockast # 45
OS MELHORES E OS PIORES PILOTOS DA F1 2019

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube