F1

Batido até pela McLaren na França, Vettel fica sem respostas: “Não sei o que aconteceu”

Sebastian Vettel reclamou da falta de equilíbrio do seu carro durante a fase final de classificação do GP da França. O alemão vai largar apenas na sétima colocação depois de ter sido batido até por Lando Norris e Carlos Sainz, da McLaren. Para a corrida, a expectativa do tetracampeão é brigar com a Red Bull. “A Mercedes está muito longe”

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
Depois de sofrer o revés com a confirmação da punição imposta há duas semanas, no GP do Canadá, Sebastian Vettel ficou longe de mostrar o melhor potencial no treino classificatório do GP da França na tarde deste sábado (22), em Paul Ricard. O tetracampeão ficou a 1s480 do tempo obtido pelo pole-position, Lewis Hamilton, e vai largar apenas na sétima colocação, imediatamente atrás de Lando Norris e Carlos Sainz, da McLaren.
 
Em entrevista coletiva pouco depois da classificação em Le Castellet, Vettel se mostrou sem respostas para entender o que motivou tamanha queda de performance nesta tarde. Charles Leclerc, seu companheiro de equipe na Ferrari, vai largar em terceiro, 0s646 atrás do tempo de Hamilton.
Sebastian Vettel não conseguiu a melhor performance em Paul Ricard neste sábado (Foto: AFP)
“Não sei o que aconteceu. Perdi tanto impulso que não adiantaria terminar a volta”, explicou o alemão, revelando certa queixa com a falta de equilíbrio do seu carro.
 
“Algumas voltas foram de altos e baixos, me senti bem em algumas e em outras não. Não consegui tirar o melhor do carro, mas foi difícil para mim. Em algumas voltas eu não tive a aderência que tive antes. Foi uma pena o que aconteceu no Q3”, lamentou.
 
Quanto à corrida em si, Vettel é realista e descarta qualquer possibilidade de lutar pela vitória. Seu objetivo é tentar um lugar no pódio, vislumbrando uma luta com Leclerc e Max Verstappen, quarto colocado no grid de largada em Paul Ricard.
 
“Obviamente, não é o passo que nós esperávamos, mas amanhã acho que vamos ter um bom ritmo para ter uma boa corrida. A Mercedes está muito longe, mas devemos estar ali na briga com a Red Bull”, finalizou.
 
A largada do GP da França, oitava etapa da temporada 2019, está marcada para 10h10 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Hamilton supera Bottas em briga interna e carimba pole na França

Estava escrito desde o começo do fim de semana que a pole-position do GP da França de Fórmula 1 ficaria com um piloto da Mercedes – a equipe prateada fez dobradinha em cada um dos treinos livres e evidenciou a força. A única peça que faltava no quebra-cabeças era quem levaria a melhor na briga particular da escuderia, e a classificação deste sábado (22) tratou de elucidar: Lewis Hamilton superou Valtteri Bottas, cravando pole-position em Paul Ricard.
 
A Ferrari, também sem surpresas, ficou com as migalhas. A dupla ferrarista estava consideravelmente atrás da Mercedes, o que signiciou Charles Leclerc em terceiro lugar no grid. Sebastian Vettel teve um Q3 turbulento, afetado por problemas na troca de marchas. Isso significou um distante sétimo lugar no grid. Max Verstappen, desse jeito, apareceu em quarto.

A dupla da McLaren foi uma agradável surpresa: Lando Norris apareceu em quinto, com Carlos Sainz Jr. em sexto. A equipe britânica não só confirmou a boa forma dos treinos livres como também capitalizou em cima dos problemas alheios, incluindo o câmbio de Vettel e a atuação simplesmente fraca de Gasly.

Saiba tudo que aconteceu no treino classificatório do GP da França.
 
Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?