Berger defende e diz que Verstappen é tão criticado como foram Senna e Schumacher no início de carreira

Em meio ao fogo cruzado por conta da sua postura agressiva nas pistas, sobretudo nas batalhas contra Kimi Räikkönen, Max Verstappen ganhou a defesa de Gerhard Berger, companheiro de equipe de Ayrton Senna na McLaren no início dos anos 1990. O ex-piloto austríaco entende que o momento vivido pelo holandês em muito se assemelha ao de Senna e também de Michael Schumacher no começo de suas carreiras

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Max Verstappen chega a Monza sob pressão em razão das fortes críticas sofridas pela sua postura agressiva nas últimas corridas do campeonato. Na Hungria, o holandês protagonizou um duro duelo com Kimi Räikkönen, disputa que se repetiu no último domingo (28) em Spa-Francorchamps. O piloto da Red Bull jogou duro e fechou a passagem de Kimi na reta Kemmel, gerando muitas críticas do próprio finlandês, de Sebastian Vettel e outras tantas personalidades do mundo da F1.
 
A disputa entre Verstappen e Räikkönen é um verdadeiro duelo de gerações. Max é o piloto mais jovem do grid e de toda a história da F1. O holandês tem 18 anos, exatamente metade da idade de Kimi, o piloto mais velho da F1 na atualidade. O ‘Homem de Gelo’ vai fazer 37 anos em outubro.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Berger minimizou as críticas sofridas por Max Verstappen e vê o holandês como Senna e Schumacher (Foto: Reprodução)
Mas há quem defenda Max. Gerhard Berger, companheiro de equipe de Ayrton Senna na McLaren no início da década de 1990, entende que tudo acaba sendo positivo ao holandês e que o cenário remete exatamente ao que viu acontecer não só com Senna, mas também com Michael Schumacher, que sofreram críticas de pilotos veteranos em razão da agressividade nas pistas. Como Verstappen.
 
“Tudo isso é bom para Max porque as reações que ele recebe me lembram muito as que Ayrton Senna e Michael Schumacher receberam no início de suas carreiras. Todos eles tiveram de enfrentar as críticas de pilotos já estabelecidos”, disse o ex-piloto austríaco em entrevista à revista alemã ‘Auto Bild’.
 
Mas nem todos compartilham da mesma visão de Berger. Mark Webber, que esteve neste fim de semana ao circuito de Spa-Francorchamps, também comparou Verstappen com Schumacher, mas remeteu à arriscada ultrapassagem sobre Mika Häkkinen — com Ricardo Zonta em meio aos dois — no GP da Bélgica de 2000.
 
“Max olhava para os retrovisores o tempo todo, esperava Kimi para fazer uma manobra e logo freou. É perigoso, me lembra o que Michael Schumacher fez com Mika Häkkinen em Spa no ano 2000”, alertou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Niki Lauda, presidente não-executivo da Mercedes, foi além. Em entrevista à emissora RTL, o tricampeão adotou um tom mais duro ao falar de Verstappen e defendeu Räikkönen. 

 
“A crítica de Kimi estava plenamente justificada, e ele [Verstappen] precisa de um psiquiatra se disser que foi culpa de Räikkönen. Ele é o talento do século, mas se ele não entender que faz algo de errado, vou falar com seu pai para dizer que tem de falar com seu filho. Ele está muito acima do limite”, disparou o dirigente austríaco.
 
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube