Bonzinho, educado e ‘segundão’ de Leclerc: Cesare Mannucci diz por que Ferrari quer Sainz

Por que a Ferrari foi atrás de Carlos Sainz e deixou Daniel Ricciardo fora da disputa pela vaga para 2021? O Cadeira Cativa #14 discutiu o assunto e elencou as vantagens do espanhol

No Cadeira Cativa #14, Flavio Gomes, Cesare Maria Mannucci e Luiz Alberto Pandini analisaram a contratação de Carlos Sainz pela Ferrari, para a disputa da temporada 2021 da Fórmula 1. O fato do espanhol pouco ameaçar Charles Leclerc dentro da equipe foi listado como um dos principais motivos.

“Um piloto que depois de 105 corridas tem como melhor resultado um terceiro lugar, não tem história e currículo para a Ferrari”, pontuou Mannucci.

O Cadeira Cativa é o programa do GRANDE PRÊMIO que recebe jornalistas e personalidades marcantes da cobertura de esporte a motor do Brasil.

Assista ao trecho completo abaixo:

Os finais dramáticos da Fórmula 1

Milagre? Sorte? Azar? Não importa: a Fórmula 1 também pode trazer grandes dramas nos finais de corrida, como nos relembrou o final do GP da Inglaterra no último domingo. Lewis Hamilton teve um milagre para chamar de seu e nos dá um ótimo gancho: relembrar outros momentos chocantes (ou bizarros) nas voltas finais da categoria máxima do automobilismo.

Claro que, nestes 70 anos de F1, não faltam momentos assim. Como essa aqui é uma lista com “10+”, selecionamos dez grandes finais dramáticos na história da categoria, em ordem cronológica. Mas poderiam entrar tantos outros.

Hora de apertar os cintos e acelerar o DeLorean DMC-12 até alcançar 88 milhas por hora. Vamos começar a viagem ao passado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube