Bottas estraga festa de Hamilton em casa e é pole do GP dos 70 Anos da Fórmula 1

O finlandês deu o troco no companheiro de equipe depois de ter sido superado na classificação do GP da Inglaterra. Desta vez, deu Valtteri Bottas na pole-position em Silverstone na corrida que marca a celebração do aniversário da principal categoria do automobilismo. Nico Hülkenberg foi um dos grandes nomes do sábado ao faturar o terceiro lugar do grid

Uma semana depois, a festa ficou com Valtteri Bottas em Silverstone. Com volta voadora na sua última tentativa no Q3, o finlandês da Mercedes cravou 1min25s154 e deixou Lewis Hamilton, seu parceiro de equipe, para trás por apenas 0s063 para assegurar a pole-position do GP dos 70 Anos da F1 na tarde deste sábado (8). Foi a 13ª vez do piloto de 30 anos na posição de honra no grid, sendo a segunda no circuito que é berço da categoria.

Destaque também para Nico Hülkenberg, que colocou a Racing Point em terceiro lugar no grid e se candidata a um lugar no pódio na corrida. O alemão não tomou conhecimento do seu companheiro de equipe, Lance Stroll, que vai largar somente em sexto. A segunda fila vai ser completada pela Red Bull de Max Verstappen.

Daniel Ricciardo também foi muito bem neste sábado e colocou a Renault em quinto no grid. O australiano vai largar lado a lado com Stroll, posicionando a equipe algoz da punição sofrida pelos rosáceos neste fim de semana após os protestos contra a legalidade dos dutos de freios da ‘Mercedes rosa’.

Pierre Gasly, outro com ótima classificação, foi o sétimo com a AlphaTauri. O francês vai dividir a quarta fila com a Ferrari de Charles Leclerc. Alexander Albon, com a outra Red Bull, sai em nono, lado a lado com a McLaren de Lando Norris.

Sebastian Vettel, por sua vez, decepcionou novamente e vai partir apenas em 12º lugar na quinta etapa da temporada.

Valtteri Bottas brilhou neste sábado com a pole do GP dos 70 Anos da F1 (Foto: Mercedes)

A largada do GP dos 70 Anos da Fórmula 1 está marcada para 10h10 (de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o treino classificatório do GP dos 70 Anos da F1

Q1: Sem surpresas, favoritos avançam; Grosjean vai ao Q2

Com clima nada britânico, 26,7ºC de temperatura ambiente e 44ºC no asfalto, a Fórmula 1 partiu para definir o grid de largada do GP que festeja o aniversário de 70 anos da categoria com um claro favorito: Lewis Hamilton. Correndo por fora estava Valtteri Bottas, com o outro carro da Mercedes.

Via de regra, os pilotos costumam acelerar no Q1 com pneus macios, mas pilotos como Romain Grosjean e Kevin Magnussen, da Haas e George Russell, da Williams, mesmo com carros mais lentos e no fim do grid, foram à pista com os médios. Não foi o caso de Nico Hülkenberg, que subiu para a tabela de tempos com a Racing Point logo nos primeiros minutos da sessão.

Charles Leclerc, Lando Norris e Sebastian Vettel vieram na sequência, enquanto George Russell fechava o provisório top-5.

Até que Lewis Hamilton, também com os pneus macios, colocou a Mercedes na ponta antes de Valtteri Bottas superar o companheiro de equipe em 0s056 e assumir a dianteira com 1min27s175. Só que Max Verstappen respondeu com 1min27s154, sendo somente 0s021 mais rápido que o finlandês.

Mas a presença de Verstappen como P1 foi temporária. Hamilton cravou 1min26s818 para restabelecer a verdade, enquanto Bottas subiu para segundo. Hülkenberg aparecia com a quarta melhor marca, 0s461 atrás de Lewis, e era quase 1s mais rápido que seu companheiro de equipe, Lance Stroll. O canadense convivia com a ameaça da eliminação no Q1, assim como Sebastian Vettel e Alexander Albon. Outro ameaçado era Russell, que foi atrapalhado em volta rápida ao pegar pela frente a Renault de Esteban Ocon, que vinha mais lento. O incidente vai ser investigado depois da classificação.

Romain Grosjean fez um bom Q1 em Silverstone (Foto: Haas)

O piloto da Williams conseguiu passar novamente para o Q2 depois de encaixar outra boa volta em classificações. Quem também avançou para a fase seguinte, com bons tempos, foram Albon e Pierre Gasly. Vettel também passou para o segundo segmento, mas com certo aperto e só em P14, atrás até da Haas de Grosjean. Já Daniil Kvyat, Kevin Magnussen, Nicholas Latifi, Antonio Giovinazzi e Kimi Räikkönen foram eliminados.

No apagar das luzes, Bottas deixou Hamilton para trás ao marcar 1min26s738 para liderar o Q1.

Q2: Vettel é eliminado de novo; Sainz também cai

A maior parte dos pilotos optou pelos pneus médios, incluindo Hamilton e Bottas. Verstappen que destoou com uma estratégia diferente ao tentar seu melhor tempo com os compostos duros. O tipo do pneu da volta mais rápida no Q2 de cada piloto é utilizado para a largada no domingo.

Hamilton marcou 1min26s666 na sua primeira passagem, mas teve o tempo triturado pelo companheiro de equipe. Com volta voadora, Bottas foi 0s481 mais rápido que o hexacampeão. E Verstappen, com pneus duros, se colocou provisoriamente em quarto, atrás das duas Mercedes e da Renault de Daniel Ricciardo.

Hülkenberg é quem vinha para uma ótima volta, inclusive com trecho roxo no segundo setor, mas cometeu um erro na parte final do circuito e perdeu muito tempo.

Leclerc conseguiu encaixar volta muito boa, repetindo o desempenho na classificação de sábado passado, e subiu para quarto com pneus médios. Vettel figurava em P11 e na zona de eliminação com tempo somente 0s002 inferior ao de Gasly, décimo.

A Williams, sem ter nada a perder, arriscou tudo para tentar colocar Russell no Q3 e mandou o piloto à pista com pneus macios. Mas a estratégia não deu certo porque George nem conseguiu um tempo capaz de colocá-lo entre os dez primeiros.

Carlos Sainz ficou fora do Q3 pela primeira vez em 2020 (Foto: McLaren)

No fim da sessão, Hülkenberg marcou o terceiro melhor tempo, enquanto Gasly pulou de décimo para quarto lugar, seguido por Ricciardo, Albon e Stroll. Leclerc se garantiu em oitavo e Verstappen avançou, fazendo valer a estratégia com os pneus duros. Norris foi o décimo e último dentre os que passaram para o Q3.

Vettel tentou passar para o Q3 e calçou pneus macios para encaixar um bom tempo. Mas a fase é tão ruim que nem assim o tetracampeão avançou à fase final da classificação, assim como Ocon, Carlos Sainz, Grosjean e Russell.

Q3: Bottas surpreende Hamilton e crava pole; Hülkenberg brilha

Ricciardo, Albon e Verstappen partiram para as suas respectivas primeiras tentativas com pneus médios. Os demais, incluindo Hamilton e Bottas, deixaram os boxes com os macios.

Estava claro que a briga pela pole se resumia a Hamilton e Bottas. O hexacampeão entrava disposto a manter a fase iluminada que se estende desde o GP da Estíria. O finlandês vinha para tentar estragar a festa do companheiro de equipe.

Na sua primeira passagem, Hamilton cravou 1min25s284 e foi 0s116 mais rápido que Bottas. O ‘melhor do resto’ era Ricciardo, de forma surpreendente, em terceiro, mais rápido que a Racing Point de Hülkenberg, que superou Stroll, mas não conseguiu bater o tempo do australiano mesmo usando pneus macios.

Na segunda tentativa, Hamilton e Bottas decidiram a pole com pneus médios, enquanto Verstappen tentou arriscar com os macios.

Nico Hülkenberg fez ótima classificação e brilhou neste sábado com o terceiro lugar no grid (Foto: Racing Point)

Foi quando o finlandês deu o bote para marcar a pole-position. Lewis conseguiu melhorar seu tempo, mas Bottas conseguiu o feito de superar o colega em 0s063 para garantir a posição de honra do GP festivo da F1.

Destaque maior, porém, foi para Hülkenberg. Com excelente volta na sua última tentativa, o alemão ficou atrás somente dos carros da Mercedes e colocou, em apenas seu segundo GP pela Racing Point, a ‘Mercedes rosa’ em terceiro no grid após superar nomes como Verstappen e, principalmente, Lance Stroll. Nico parte no domingo para, enfim, tentar buscar seu primeiro pódio na Fórmula 1.

Fórmula 1 2020, GP dos 70 Anos, Grid de Largada:

1V BOTTASMercedes 1:25.154 
2L HAMILTONMercedes 1:25.217+0.063
3N HÜLKENBERGRacing Point Mercedes 1:26.082+0.928
4M VERSTAPPENRed Bull Honda 1:26.176+1.022
5D RICCIARDORenault 1:26.297+1.143
6L STROLLRacing Point Mercedes 1:26.428+1.274
7P GASLYAlphaTauri Honda 1:26.534+1.380
8C LECLERCFerrari 1:26.614+1.460
9A ALBONRed Bull Honda 1:26.669+1.515
10L NORRISMcLaren Renault 1:26.778+1.624
11S VETTELFerrari 1:27.078+1.924
12C SAINZ JRMcLaren Renault 1:27.083+1.929
13R GROSJEANHaas Ferrari 1:27.254+2.100
14E OCONRenaultP+31:27.011+1.857
15G RUSSELLWilliams Mercedes 1:27.455+2.301
16D KVYATAlphaTauri Honda 1:27.882+2.728
17K MAGNUSSENHaas Ferrari 1:28.236+3.082
18N LATIFIWilliams Mercedes 1:28.430+3.276
19A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari 1:28.433+3.279
20K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari 1:28.493+3.339
  Tempo 107% 1:31.115+5.961

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube