F1

Bottas mantém Mercedes na frente em TL3 marcado por acidente grave de Albon na China

Nas simulações em ritmo de classificação, Valtteri Bottas foi muito superior à dupla da Ferrari e abriu o sábado (13) na frente em Xangai, enfiando 0s392 de vantagem para Sebastian Vettel, o segundo colocado

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
O grave acidente sofrido por Alexander Albon nos minutos finais do terceiro treino livre do GP da China chamou bem mais atenção que a forte performance de Valtteri Bottas na manhã deste sábado (13) de Fórmula 1 em Xangai. O finlandês da Mercedes registrou o melhor tempo do fim de semana até agora nos minutos finais e marcou 1min32s830, enfiando uma diferença considerável, de 0s392 para Sebastian Vettel, da Ferrari, o segundo colocado. Charles Leclerc, também da Ferrari, finalizou em terceiro.

Lewis Hamilton completou a manhã em quarto, seguido por Nico Hülkenberg, da Renault, e Kimi Räikkönen, com a Alfa Romeo. O finlandês chamou a atenção por criticar o companheiro de equipe, Antonio Giovinazzi, por entender que o italiano quis acertá-lo de propósito. Max Verstappen finalizou em sétimo com a Red Bull, seguido pela McLaren de Carlos Sainz e as Toro Rosso de Albon e Kvyat, fechando o top-10.


Apesar da violência da batida, Albon escapou ileso do acidente, que deixou seu carro destruído e colocando em xeque sua participação no treino classificatório de logo mais, às 3h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
Valtteri Bottas foi o mais rápido da manhã deste sábado em Xangai (Foto: Mercedes)
Saiba como foi o terceiro treino livre do GP da China de F1

O primeiro grande destaque deste sábado não foi na pista, mas sim no pit-lane, quando o pentacampeão Lewis Hamilton se aproximou das arquibancadas para acenar para o público. Quem também aparecia sendo destacado pelas câmeras era Patrick Head, de volta à Williams como uma espécie de consultor, na tentativa de reerguer a lendária equipe britânica. Na pista, Robert Kubica marcava o primeiro tempo do sábado, 1min37s220, sendo batido pouco depois pelo companheiro de equipe George Russell.

Por alguns bons minutos, a dupla da Williams protagonizou as atividades de pista em Xangai, com os outros pilotos deixando os boxes pouco depois. Os primeiros tempos verdadeiramente competitivos foram aferidos com 18 minutos de treino, quando Charles Leclerc anotou 1min34s104, sendo batido em larga margem por Sebastian Vettel, com 1min33s222 para o alemão — usando pneus macios. Tempo já melhor que 1min33s330 estabelecido por Valtteri Bottas na última sexta-feira.
Lewis Hamilton acena para o público no início do terceiro treino livre em Xangai (Foto: Reprodução)
A sessão esquentou de vez quando os carros da Mercedes fizeram suas voltas rápidas. Mas, diferente da dupla da Ferrari, a equipe pentacampeã do mundo mandou Bottas e Lewis Hamilton à pista com pneus médios. Hamilton e Bottas fizeram tempos muito parecidos e subiram para segundo e terceiro, respectivamente, mas 0s7 atrás de Vettel.

Ainda sem voltas da Red Bull, Daniel Ricciardo e Nico Hülkenberg colocavam a Renault em quinto e sexto. Em seguida, a Toro Rosso ocupou o posto momentâneo de terceira força com Alexander Albon e Daniil Kvyat, que usavam pneus macios — contra os médios da Renault.

Os taurinos adotaram programas diferentes para o primeiro stint do sábado, com Max Verstappen acelerando com os pneus macios enquanto Pierre Gasly foi à pista com os compostos médios. O holandês não conseguiu ir além do quinto lugar, superando Albon e Kvyat e ficando a 1s225 do tempo de Vettel. E Gasly ficou 2s104 da melhor volta até então, ficando apenas em 12º.

Na sequência do treino, Bottas conseguiu melhorar sua volta com os pneus médios e superou Hamilton, subindo para segundo. Ainda assim, a diferença era de 0s572 para Vettel, ainda considerando a diferença quanto aos pneus usados. Restavam pouco mais de 20 minutos para a bandeirada da sessão.
Kimi Räikkönen dispara contra o companheiro de equipe, Antonio Giovinazzi (Foto: Reprodução)
Se o treino não estava dos mais animados, Kimi Räikkönen tratou de colocar um pouco de pimenta ao criticar seu companheiro de Alfa Romeo, Antonio Giovinazzi, reclamando pelo rádio: "Ele quase me acertou de propósito!", disparou o 'Homem de Gelo'.

No bloco intermediário, Lando Norris conseguia fazer boa volta com os pneus macios e se colocava na oitava colocação, desbancando Sergio Pérez e a dupla da Renault. O prodígio britânico aproveitou o vácuo de um dos carros da Red Bull para ganhar velocidade na grande reta e melhorar bem seu tempo.

Com pouco mais de dez minutos para o fim, Ferrari e Mercedes mandaram de volta seus pilotos à pista para mais uma tentativa de volta rápida antes dos preparativos para a classificação de logo mais. Antes, Norris cometia um erro na entrada da reta dos boxes e escapou com a McLaren. Na sequência, Vettel errou no mesmo trecho e não conseguiu melhorar seu tempo. Quem encaixou uma boa volta foi Leclerc, que encostou em Vettel, ficando somente 0s026 atrás.
Alexander Albon sofreu acidente grave no fim do terceiro treino em Xangai (Foto: Reprodução)
Só que restavam os tempos da Mercedes, e Bottas acelerou para marcar 1min32s830. Hamilton, por sua vez, cometeu um erro na sua volta rápida, chegou a melhorar o tempo, mas não o bastante para sair do quarto lugar. A sessão estava praticamente definida quando Albon perdeu o controle da sua Toro Rosso na última curva e bateu muito forte na barreira de pneus. Por muita sorte, o tailandês saiu bem de um carro que ficou destruído. A bandeira vermelha acionada pela direção de prova representou o desfecho precoce do último treino livre antes da definição do grid de largada na China.

F1 2019, GP da China, Xangai, treino livre 3:

1 V BOTTAS Mercedes 1:32.830   11
2 S VETTEL Ferrari 1:33.222 +0.392 12
3 C LECLERC Ferrari 1:33.248 +0.418 10
4 L HAMILTON Mercedes 1:33.689 +0.859 10
5 N HÜLKENBERG Renault 1:33.974 +1.144 11
6 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:34.246 +1.416 14
7 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:34.447 +1.617 5
8 C SAINZ JR McLaren Renault 1:34.510 +1.680 9
9 A ALBON Toro Rosso Honda 1:34.600 +1.770 11
10 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:34.783 +1.953 10
11 L NORRIS McLaren Renault 1:34.938 +2.108 11
12 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:35.078 +2.248 9
13 D RICCIARDO Renault 1:35.142 +2.312 11
14 L STROLL Racing Point Mercedes 1:35.223 +2.393 10
15 P GASLY Red Bull Honda 1:35.326 +2.496 8
16 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:35.726 +2.896 12
17 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:35.771 +2.941 14
18 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:35.998 +3.168 15
19 G RUSSELL Williams Mercedes 1:36.124 +3.294 10
20 R KUBICA Williams Mercedes 1:36.176 +3.346 11
    Tempo 107% 1:39.328 +6.498  
           
REC S VETTEL Ferrari 1:31.095 14/04/2018  
MV M SCHUMACHER Ferrari 1:32.238 26/09/2004  


O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da China AO VIVO e EM TEMPO REAL.Os horários completos estão abaixo.
 

Confira a programação do fim de semana do GP da China de F1
Horários de Brasília, GMT -3

SESSÃO DIA DATA HORA
TL1 Quinta 11/4 23h
TL2 Sexta 12/4 3h
TL3 Sábado 13/4 0h
TC Sábado 13/4 3h
GP Domingo 14/4 3h10

Fórmula 1 2019 AO VIVO 🇨🇳 
Acompanhe todos os treinos livres, classificação e o GP da China aqui


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.