Bottas nega desistir de luta por título e aposta fichas em evolução na classificação

O finlandês se disse irritado com a falta de erros de Lewis Hamilton nas classificações, mas destacou ainda ter tempo para reagir em 2020

Valtteri Bottas se mostrou reflexivo com a forma que tem apresentado na temporada 2020. O finlandês apontou que a principal melhora que precisa apresentar é nas classificações, mas não se deu por vencido e destacou que tem tempo para conseguir reverter a situação.

No campeonato deste ano, o competidor de Nastola largou cinco das sete corridas atrás de Lewis Hamilton. Quanto a ritmo de corrida, ponto positivo que enxerga em sua campanha, venceu o GP da Áustria e ficou fora do pódio apenas no GP da Inglaterra, quando cruzou a linha de chegada em 11º.

“Lewis tem sido muito consistente, não comete erros na classificação. E como pode ver nos números, esse ano tem tido vantagem nas classificações, o que, sinceramente, me incomoda. Mas é claro que estou tentando e gosto do desafio, estou ansioso para a próxima etapa no fim de semana”, disse.

“Sinto que meu ritmo de corrida este ano tem sido melhor do que em qualquer outro ano, então isso é positivo. Sinto que sempre estou ali e posso brigar por ela [corrida]. Agora só se trata de render melhor e de forma mais consistente nas sessões de classificação”, completou.

Valtteri Bottas crê ter tempo para reação em 2020 (Foto: Mercedes)

Mas o finlandês ainda prefere focar no futuro e não jogou a toalha. Após as sete etapas disputadas, aparece na terceira colocação, 57 pontos atrás de Hamilton, líder, e três atrás de Max Verstappen, segundo. Ainda restam 250 tentos em jogo até o encerramento do campeonato.

“Claro que estou tentando tudo o que posso. Isso ainda não terminou, há mais dez corridas. Caso me renda agora, preferia ficar em casa, então seguirei pressionando, tentando encontrar o que falta para conseguir. Realmente estou tentando aperfeiçoar tudo, devo melhorar na classificação”, pontuou.

“Sair da pole é sempre importante, esses fins de semana mais difícil realmente precisa maximizar os pontos. Estou trabalhando em tudo, estou tentando, mas, de qualquer maneira, há muitas coisas positivas com que posso seguir e há tempo para melhorar”, encerrou o competidor.

Desde que chegou à Mercedes, em 2017, o melhor início de campeonato de Valtteri, comparando as sete primeiras etapas do calendário, foi em 2019, quando saiu do GP do Canadá na segunda colocação. Em todos as demais temporadas era o terceiro da classificação após as sete corridas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube