Bottas vê Mercedes na briga no Azerbaijão e lembra “corrida louca” do ano passado: “Tudo pode acontecer”

Valtteri Bottas vai largar na terceira colocação no Azerbaijão. Apesar da pole de Sebastian Vettel, o finlandês afirma que a Mercedes está na disputa pela vitória com os dois carros

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Mercedes teve mais um dia de derrota no duelo com a Ferrari. Neste sábado (28), Sebastian Vettel cravou a pole para o GP do Azerbaijão e, não fosse uma escapada já no trecho final da volta, Kimi Räikkönen tinha tudo para completar o 1-2. Apesar disso, Valtteri Bottas, que sai em terceiro, confia na reação do time na corrida.

 
Para o finlandês, o fato de estar junto com Lewis Hamilton – segundo no grid – na caça a Vettel pode fazer a diferença na prova. Aliás, por causa do erro, Kimi só sairá em sexto, atrás das duas Red Bull.
Valtteri Bottas larga em terceiro em Baku (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Com certeza nós podemos brigar com a Ferrari na corrida de amanhã. Nós estamos com os dois carros colados nele. Vamos largar logo atrás e a corrida aqui pode ser bem doida", afirmou.

 
Bottas ainda lembrou que a situação está bem mais favorável que em 2017, quando despencou após tocar com Räikkönen na largada e, mesmo uma volta atrás, remou de volta para chegar em segundo, superando Lance Stroll na linha de chegada.
 
"No ano passado, estava uma volta atrás do líder já na primeira volta. E aí terminei em segundo. Tudo pode acontecer", completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube