Button comemora pausa e ano sabático na F1 na próxima temporada: “Me sinto como um menino de novo”

Jenson Button considera que dar um tempo da F1 no ano que vem é uma decisão acertada por contar com mais tempo para estar ao lado da família e fazer outras atividades. O britânico deixa a porta aberta para retornar ao grid em 2018 e “competir com um carro vencedor”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Piloto mais experiente da F1 atual, Jenson Button vai dar um tempo com a carreira na próxima temporada. O inusitado ano sabático em 2017 vai proporcionar ao britânico, campeão mundial em 2009, a chance de se dedicar a outras atividades, às quais não tinha tempo em razão do seu compromisso como piloto. Desde competir com mais frequência no triatlo, uma das suas granes paixões, como também estar ao lado da sua família. Perto de completar 37 anos, em janeiro, Jenson se vê feliz e renovado com a perspectiva de um ano muito diferente. Quase como um menino.
 
A decisão anunciada pela McLaren proporcionou a Button um novo contrato com a escuderia de Woking, com duração de dois anos. Ao mesmo tempo, a equipe promoveu Stoffel Vandoorne para seu lugar como titular no ano que vem, enquanto Fernando Alonso segue para seu último ano de contrato. Assim, a porta fica aberta para um eventual retorno de Button em 2018.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Jenson Button está feliz da vida com a chance de viver um ano diferente em 2017(Foto: McLaren)
“Definitivamente é uma decisão adequada. Vou ter mais tempo para estar com a minha família e estou emocionado por isso. Me sinto como um menino de novo, e estou em uma grande posição. Não tenho de me preocupar com algumas coisas e vou poder fazer outras que sempre sonhei em fazer. É uma sensação muito boa”, comemorou o piloto da McLaren.
 
“Sempre é difícil não correr na F1 porque esta tem sido minha vida desde que me tornei adulto. Obviamente, meus torcedores vão estranhar, mas espero que entendam em que posição estou agora e sempre fica a possibilidade de voltar a competir em 2018 com um carro vencedor”, declarou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Button, contudo, entende que não deverá ter problemas caso decida voltar ao grid da F1 em 2018. “Não acho que vá ser um problema. Corri em eras muito distintas na F1, com motores V10, V8 e V6, com tipos distintos de carga aerodinâmica também.”

 
“Talvez tenha vivido mais que qualquer outro piloto da história em toda a sua trajetória, de modo que definitivamente não há problema com isso. Voltarei como um piloto mais forte. Vou poder ver as coisas em uma perspectiva diferente, e isso vai me ajudar a decidir se devo voltar”, concluiu.
 
PADDOCK GP #45 COMENTA FIM DE SEMANA COM F1, INDY, MOTOGP E WEC

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar