Button descarta medo de aposentadoria, mas diz que não é hora de deixar F1: “Tenho negócios inacabados”

Jenson Button afirmou que não teme a aposentadoria, mas destacou que não chegou o momento de deixar a F1. Britânico disse que tem assuntos inacabados no Mundial

Jenson Button acredita que, junto com Ron Dennis, têm “negócios inacabados” na F1. A dupla está em seu sétimo ano de parceria no Mundial.
 
Depois de algumas semanas de incertezas, a McLaren renovou o contrato com Button, que seguirá como companheiro de equipe de Fernando Alonso na temporada 2016 da F1.
Jenson Button afirmou que tem assuntos inacabados na F1 (Foto: McLaren)
“Ainda têm muitas coisas que eu quero atingir na F1”, disse Button. “Como Ron me disse, ‘nós, definitivamente, temos negócios inacabados’ e, certamente, é assim na F1”, seguiu.
 
“Este foi um ano muito difícil para todo o time e ver o quão bem todos trabalharam e se uniram em uma situação tão difícil, isso também te ajuda a tomar uma decisão”, defendeu. “Isso faz você perceber que este time vai dar tudo que puder para conquistar no futuro. Estou muito animado com isso”, comentou.
 
 Ainda, Button destacou que não teme a aposentadoria, mas frisou que não é a hora de deixar o esporte.
 
“Não tenho medo de me aposentar. Tem muitas coisas que quero alcançar na minha vida, mas não é o momento certo para eu deixar a F1”, observou.
 
De volta à F1, a Honda encontrou muitas dificuldades com o desempenho do motor V6 e, por isso, hoje ocupa a nona colocação no Mundial de Construtores, à frente apenas da Manor.
 
O progresso, entretanto, será difícil, por conta das limitações do regulamento. A Honda vê o ERS como seu principal problema, mas só poderá executar alterações ao longo do inverno.
 
“Não sei o ganho que teremos, não dá para colocar um número nisso, mas eu sei que será grande”, disse. “Tem certas coisas que você pode fazer e que podem fazer uma grande diferença, por exemplo, no acionamento”, continuou.
 
“Nós estamos perdendo muito em tempo de volta, porque não acionamos pelo mesmo tempo que os outros fabricantes. Mas com o carro em si, tem muito mais que podemos extrair e nós temos algumas ideias, mas parece bom para o próximo ano”, opinou. “Quem sabe onde vamos estar, mas será muito mais adiante de onde estamos agora. Tudo é possível ao longo do inverno e sei que eles vão dar tudo de si para termos mais acionamento”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube