Button diz que "só em um universo paralelo trabalharia com Alonso" e lamenta situação de Massa

Jenson Button descartou a possibilidade de eventualmente formar dupla com Fernando Alonso na Ferrari, dizendo que o piloto espanhol tem a equipe vermelha “toda a seu redor”. O inglês também lamentou a situação vivida pelo brasileiro Felipe Massa na escuderia italiana

"Só em um universo paralelo eu trabalharia com ele". A frase é de Jenson Button ao ser questionado sobre uma eventual parceria com Fernando Alonso na Ferrari. Em entrevista à revista italiana 'Autosprint', o inglês da McLaren fez uma análise do atual cenário no time italiano, negou os rumores que insistentemente o colocam na escuderia vermelha e disse sentir muito por Felipe Massa, que divide os boxes vermelhos com o espanhol desde 2010 e que é alvo constantemente de críticas e boatos sobre substitutos.

"Eu sempre tive contato com alguns membros da Ferrari. Com Stefano [Domenicali], nós sempre nos vemos no paddock, nos cumprimentamos, e é isso. Ele conhece a minha situação, sabe que tenho um contrato para o próximo ano. Não vejo razão para que as pessoas continuem insistindo nisso", explicou Button, que não teve divulgado a duração do vínculo com a equipe britânica.  

Button descartou a possibilidade de formar dupla com Alonso  (Foto: McLaren)

Sobre o time de Woking, ainda, o campeão de 2009 se mostrou contente e satisfeito. "Acho que conseguimos muita coisa na McLaren. É o lugar certo para mim", declarou.

O comentário veio seguido do papel que Alonso exerce na Ferrari do ponto de vista do britânico. Button entende que o bicampeão é, de fato, o centro das atenções em Maranello, o que torna difícil a convivência com o segundo piloto. Embora tenha elogiado o desempenho do asturiano na F1, Jenson acredita que Alonso, se pudesse, sequer teria um companheiro de equipe.

"Se alguém desse essa chance a ele, entao acho que ele optaria em não ter um companheiro de equipe. Não dividir o time. Ele é um piloto muito inteligente e talvez, apenas em um universo paralelo, eu trabalharia com ele", afirmou o inglês. 

"Seria difícil, mas é sempre interessante ter alguém tão forte e inteligente do outro lado da garagem. Eu o admiro como admirava Alain Prost. Ele conseguiu criar uma grande atmosfera ao seu redor na Ferrari, com pessoas muito boas a seu lado. Realmente sinto muito por Felipe, mas creio que Fernando tem a equipe toda a seu redor", completou.

Alonso desembarcou na Ferrari em 2010, depois de dois anos sem grande sucesso na Renault e ainda marcado pelo escândalo do caso de Cingapura. Pela escuderia vermelha, o espanhol chegou a disputar o título em seu ano de estreia em Maranello, mas a temporada ficou manchada pela ordem de equipe do time italiano na Alemanha, onde Massa teve de abrir passagem para a vitória de Fernando. 

No ano seguinte, a Ferrari teve um Mundial para esquecer. Mas em 2012 a maré mudou. Atualmente, o bicampeão lidera o campeonato, com 40 pontos de vantagem para Mark Webber, da Red Bull, e ainda conta com três vitórias. 

Button, por sua vez, vem em uma temporada de altos e baixos. O início vitorioso na Austrália foi seguido por resultados pouco expressivos na fase intermediária da primeira parte do campeonato. O britânico é apenas o sétimo no Mundial de Pilotos, com 76 pontos. 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube