Caminhão vaza combustível na pista em Sochi, e direção de prova atrasa primeiro treino livre do GP da Rússia

Em virtude de um vazamento de óleo diesel causada por um caminhão de apoio que trafegava na pista do Parque Olímpico de Sochi pouco antes do primeiro treino livre, a direção de prova optou por atrasar o início da sessão em pelo menos meia hora para lavar o asfalto e proporcionar condições seguras aos pilotos nesta manhã na Rússia

Um acontecimento no mínimo inusitado levou a direção de prova a adiar a primeira sessão de treinos livres do GP da Rússia em, pelo menos, meia hora nesta sexta-feira (9). Um caminhão de serviço que trafegava pela pista do Parque Olímpico de Sochi pouco antes da sessão desta manhã acabou por vazar muito óleo diesel no asfalto do circuito russo. Assim, a direção de prova optou por atrasar, na prática, o começo do treino para limpar os trechos sujos do traçado.

No fim das contas, a ocorrência acabou por encurtar o primeiro treino em Sochi. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou que a sessão terá apenas uma hora de duração, sem o uso dos pneus extras reservados para o primeiro terço da sessão de treinos na Rússia.

Equipes de serviço tentam amenizar vazamento de combustível na pista em Sochi (Foto: F1/Twitter)

Desta forma, as equipes e pilotos perderam meia hora de quilometragem e terão de refazer seus respectivos programas para a sexta-feira em Sochi, prejudicando diretamente aquilo que havia sido traçado para o primeiro dia de treinos da 15ª etapa do Mundial de F1.

Mesmo com os pilotos impedidos de deixarem os boxes, o cronômetro seguiu na regressiva. Durante esse tempo, a direção de prova levou um carro de serviço à pista para checar as condições do asfalto antes de dar o sinal verde e autorizar, de fato, o começo da sessão em Sochi.

E finalmente, depois de meia hora, conforme o previsto, Marcus Ericsson e Fernando Alonso foram os primeiros carros a deixarem os boxes para as primeiras voltas de instalação no Parque Olímpico. E enfim, a sessão começava pra valer na Rússia.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube