Sainz diz tentar criar própria trajetória na F1 “pois nunca haverá outro Alonso”

Carlos Sainz vai para uma terceira equipe pela qual Fernando Alonso passou em sua longa carreira na Fórmula 1, mas acredita que, em termos de trajetória, é só uma coincidência

Piloto com passagens por Renault, McLaren e Ferrari: tal descrição serve para Fernando Alonso, bicampeão mundial de Fórmula 1, mas não só para ele, nem mesmo em seu país – afinal, Carlos Sainz segue o mesmo caminho, com a chegada à escuderia italiana em 2021.

Mesmo assim, Sainz insiste que segue seu próprio caminho na F1, sem relação com o que Alonso fez. Foi o que ele reiterou em entrevista ao site ‘Crash.net’.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Fernando Alonso e Carlos Sainz já passaram por McLaren e pela Renault. Agora, a Ferrari completa a trinca (Foto: F1)

“Ele foi um piloto extremamente sólido, mas nunca haverá outro Fernando Alonso”, disse Sainz. “Ele foi o primeiro, o pioneiro em muitos sentidos, eu simplesmente tentou criar minha própria trajetória, minha própria maneira de fazer as coisas, de ver as coisas, de pilotar e descobrir para onde isso me leva.”

“Já estive na Renault, mas não consegui dois títulos. Acredito que as trajetórias são impossíveis de comparar, porque você não encontra a mesma equipe, no mesmo momento, são momentos completamente diferentes, com rivais completamente diferentes”, seguiu.

“O que sei é que um dia quero lutar por um título mundial e quero me colocar nessa posição o mais rápido que seja possível, porque me sinto pronto para tal desafio”, completou Sainz.

Ele deve pilotar uma Ferrari pela primeira vez na próxima semana: a Ferrari estuda um teste particular com o carro de 2018 da equipe, no circuito de Fiorano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube