CEO da McLaren aposta em batida entre Hamilton e Verstappen: “É questão de tempo”

Zak Brown, chefão da McLaren, aposta e torce para que um eventual incidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen possa dar uma oportunidade para sua equipe ao longo da temporada. O norte-americano destacou o princípio de rivalidade como algo “ótimo para a Fórmula 1”

Gaetano Di Mauro sofreu um forte acidente no final da corrida 2 em Interlagos (Vídeo: SporTV)

Há muito tempo que o mundo do esporte a motor desejava uma rivalidade na luta direta pelo título mundial. Depois da relação explosiva entre os ex-amigos Lewis Hamilton e Nico Rosberg entre 2014 e 2016, o britânico chegou a ter algum embate com Sebastian Vettel, que chegou a protagonizar uma briga de trânsito no GP do Azerbaijão em 2017. Mas, em 2021, o heptacampeão mostra ter novamente um adversário capaz de brigar pra valer até o fim pela taça: Max Verstappen.

Com disputas tão acirradas entre os dois protagonistas do campeonato neste princípio de temporada 2021, como foi no GP do Bahrein ou mesmo na luta pela vitória no GP da Espanha, há quem aposte que uma batida entre Hamilton e Verstappen em algum momento. Zak Brown, CEO da McLaren, é um deles.

Em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport, Brown, que falou durante a apresentação da pintura retrô da McLaren para o GP de Mônaco deste fim de semana, ressaltou a importância de uma batalha direta pelo título e como uma rivalidade pode fazer bem para a Fórmula 1.

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN; GP DA ESPANHA; F1;
Zak Brown acredita que Hamilton e Verstappen vão ‘se achar’ em algum momento em 2021 (Foto: Bryn Lennon/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Acho que as rivalidades são ótimas para o esporte, e ter esses dois caras lutando é bom”, disse.

A torcida de Zak Brown é que uma eventual batida entre Hamilton e Verstappen possa, de alguma forma, beneficiar a McLaren.

“Espero que, em algum momento ao longo do ano, isso crie uma oportunidade para nós, já que acho que é somente questão de tempo para que os dois estejam determinados a não desistir numa Curva 1 e que nenhum deles tire o pé”, comentou.

O dirigente norte-americano entende que é importante que Hamilton tenha algum adversário de peso, mas deixou claro que o britânico não depende de nenhum forte concorrente para mostrar o seu melhor.

“Acho que isso é ótimo para a Fórmula 1. Lewis vem tendo vida muito fácil depois daquele ano com Nico. Então acho que é uma grande rivalidade. Acho que Max fez Lewis avançar, ainda que ele não precisasse disso. Mas ele está, definitivamente, no auge da sua forma”, disse.

“Está claro que Lewis é um piloto muito inteligente. Você pode notar que ele está lá esperando a hora certa para atacar, ele não é muito ansioso. É a experiência”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar