Leclerc aprova sétimo lugar no grid do GP da Estíria: “Melhor que poderíamos fazer”

Charles Leclerc se contentou com o sétimo lugar no grid. Assim como o companheiro Carlos Sainz Jr., 12°, há esperança de pontuar bem no GP da Estíria deste domingo

Trivia e disputa de pênaltis: a Euro 2020 com Alonso e Ocon (Vídeo: Alpine)

Após viver um treino classificatório tortuoso neste sábado (26), a Ferrari não se deixou abalar. Com Charles Leclerc largando da sétima posição e Carlos Sainz, eliminado no Q2, partindo de 12º, para o GP da Estíria, os ferraristas reconhecem que a classificação não foi como desejavam. Ainda assim, o momento é de se apegar ao bom ritmo em simulações de corrida para manter a esperança de pontuar bem.

Único ferrarista no Q3, Charles Leclerc não se mostrou muito contente com a sétima posição, mas ressaltou que estava numa posição boa para a corrida. “Obviamente que eu esperava algo melhor do que a sétima posição, mas por outro lado, o ritmo de corrida estava muito bom ontem. Então, optamos por não sacrificar tanto o bom ritmo de corrida para irmos melhor no classificatório de hoje”, comentou Leclerc.

“Sétima posição é o que considero o melhor que poderíamos ter feito hoje. As respostas que estamos procurando é sobre o ritmo de corrida amanhã. Vamos esperar e ver se amanhã teremos um bom ritmo de corrida. Creio que pode ser uma boa corrida para nós, uma bela oportunidade de pontuar. Com uma boa largada, temos esperança de pontuar. Estamos muito próximos, se não melhores, do que estávamos na sexta-feira”, disse.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Como ficou o grid de largada do GP da Estíria de Fórmula 1

Carlos Sainz partirá da 12ª posição no GP da Estíria de amanhã (Foto: Ferrari)

Do outro lado da garagem ferrarista, Carlos Sainz ressaltou que o SF21 não se adequou às características do Red Bull Ring e que penou para conseguir um bom ritmo de classificação.

“É muito claro que as características deste circuito não se adequaram muito bem ao nosso carro. Sofremos muito para chegarmos ao Q3 e para brigar pelo top-10 nos treinos livres. Vocês podem perceber que os tempos de voltas não vieram tão facilmente como aconteceu em Paul Ricard”, analisou.

“O carro não está tão bem quanto estava lá. Durante uma volta lançada, estamos sofrendo para encaixar um bom ritmo de classificação. Esperamos estar mais fortes amanhã. O ritmo de corrida parece positivo, se comparada ao de Paul Ricard”, concluiu Sainz.

O GP da Estíria tem largada prevista para 10h (de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar