Leclerc vê “enorme trabalho” da Ferrari, mas pede evolução para brigar por título

Leclerc também exaltou mudança de mentalidade da equipe e salientou que a expectativa é se manter na luta pelo título nesta temporada da F1

FERRARI ESTÁ DE VOLTA E NOVAS REGRAS EMBARALHAM FÓRMULA 1 2022 | Paddock GP #279

Nas duas últimas temporadas, a Ferrari ficou distante dos holofotes e acompanhou a Mercedes e a Red Bull protagonizarem uma batalha intensa pelo Mundial de Construtores da Fórmula 1. Mas, com a chegada do novo regulamento técnico, a escuderia italiana se dedicou a criar um carro vencedor para voltar a brigar pelo título mundial. Logo na primeira corrida da temporada 2022, todo esse trabalho foi recompensado, com a dobradinha no GP do Bahrein, conquistada por Charles Leclerc e Carlos Sainz.

Leclerc enalteceu a recuperação ferrarista no período, mas deixou claro que, para seguir onde esteve no Bahrein, é necessário crescer mais ao longo do ano.

“Faz muito tempo que começamos a trabalhar no carro”, apontou Leclerc, em entrevista coletiva após a vitória na corrida em Sakhir. Ainda segundo o piloto, além do trabalho, a equipe passou por uma mudança de mentalidade, que foi importante para que o desenvolvimento da F1-75 fosse um sucesso.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Houve uma enorme quantidade de trabalho e também uma redefinição de mentalidade. Depois de 2019, tivemos dois anos muito difíceis e a equipe técnica tem trabalhado extremamente bem”, afirmou. “Também fomos muito bons em identificar as fraquezas dos carros anteriores e viemos com esses carros novos, muito fortes, e [isso] nos possibilitou lutar por melhores posições”, completou.

Charles Leclerc e Carlos Sainz em comemoração da Ferrari pela dobradinha no GP do Bahrein (Foto: Ferrari)

Antes do início oficial da temporada 2022, a Ferrari já mostrava nos testes de pré-temporada que tem um carro confiável e também rápido, junção essa que posicionou os carros vermelhos na condição de favorita, ao lado da Red Bull, às vitórias neste início de ano na F1.

Mas para se manter no topo da categoria, Leclerc apontou que o trabalho em Maranello deve continuar, uma vez que a Red Bull e Mercedes devem apresentar atualizações em seus carros nas próximas etapas. “Neste ano, o desenvolvimento será muito importante, então precisamos continuar fazendo isso. A maneira como trabalhamos nos últimos anos foi impressionante e, agora, precisamos manter essa quantidade de trabalho”.

Com a F1-75 em desenvolvimento ao longo da temporada, Leclerc tem a expectativa que a Ferrari possa continuar na briga pelas vitórias e, consequentemente, pelo título, que não vem desde 2007 no Campeonato de Pilotos e desde 2008 no Mundial de Construtores. “Eu realmente espero que seja o caso”, concluiu.

Os carros da Ferrari voltam à pista nos treinos livres para o GP da Arábia Saudita, que acontecem na próxima sexta-feira. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Leia também

+Mercedes sai no lucro com pódio no Bahrein, mas até quando? Jornalistas debatem
+Bottas diz que falta de confiança atrapalhou em ‘largada para trás’ no GP do Bahrein

BAHREIN CONFIRMA SUSPEITA: FERRARI É CANDIDATA AO TÍTULO DA FÓRMULA 1 2022

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar