Leclerc revela frustração com quarto lugar no grid em Ímola: “Não foi o suficiente”

Charles Leclerc repetiu a posição de largada do GP do Bahrein e vai partir da quarta colocação no grid do GP da Emília-Romanha, em Ímola. Mas apesar do aparente bom resultado, o monegasco entende que poderia ter ido além

Hamilton destrona dupla da Red Bull: veja o resumo do sábado em Ímola

Charles Leclerc repetiu a posição de largada conquistada no GP do Bahrein, há três semanas, e garantiu o quarto lugar no grid do GP da Emília-Romanha, em sessão classificatória realizada neste sábado (17). Mas apesar da teórica boa colocação no alinhamento inicial em Ímola, o monegasco não escondeu a frustração. Na visão do dono do carro #16 da Ferrari, erros cometidos na sua última tentativa de volta rápida impediram a busca por uma melhor posição no grid.

Charles registrou 1min14s740 na sua melhor passagem e foi 0s329 mais lento que o tempo registrado pelo pole-position, Lewis Hamilton. Sergio Pérez, da Red Bull, vai dividir com o heptacampeão a primeira fila do grid, enquanto Max Verstappen vai largar ao lado de Leclerc na segunda.

Ao falar sobre a performance geral como um todo neste sábado, Leclerc admitiu que poderia ter conquistado algo até melhor neste sábado.

“Foi bom. No entanto, não posso negar que fiquei um pouco frustrado após minha volta rápida. Perdi um pouco de tempos nas curvas 14 e 15. Peguei a zebra de uma maneira errada e perdi de 0s7 a 0s8, e eu esperava estar mais próximo das duas primeiras posições, já que todos estávamos andando muito próximos. No fim, ficamos em quarto, não conseguimos o terceiro lugar. Não foi o suficiente hoje. Fico feliz com nossa performance, mas precisamos continuar evoluindo”, disse.

Piloto monegasco fechou o sábado com a quarta melhor marca na classificação.(Foto: AFP)

Charles aproveitou para exaltar Lando Norris, da McLaren, que foi um dos grandes nomes da classificação, fez uma última volta rápida com tempo apenas 0s048 mais lento que o de Hamilton, mas teve sua volta deletada. Lando caiu do que seria um terceiro lugar para o sétimo posto do grid, ajudando, ainda que indiretamente, o monegasco a ganhar uma posição no grid em Ímola.

“Quanto ao piloto que tinha ocupado este lugar antes [Lando Norris, que teve sua volta deletada ao exceder os limites de pista da curva 9, a Piratella], ele fez um tempo de volta incrível, e esses dois centímetros que ele passou do limite da pista impediram-no de ganhar tempo. Ele fez um ótimo trabalho com a McLaren, se esforçando ao máximo. Então vai ser uma boa briga durante todo o ano, e precisamos estar preparados para ela”, analisou Leclerc.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sobre a evolução do SF21, Leclerc minimizou as atualizações e reconheceu que a equipe ainda está abaixo das equipes do topo, Mercedes e Red Bull.

“Olhando para pistas como essa, estamos apenas 0s3 atrás na classificação, dá até a impressão que vai dar, mas não é bem assim, apesar de estarmos próximos. Acho que as equipes de ponta, com toda certeza, terão alguma ‘carta na manga’ para a corrida, mas posso afirmar que pilotando este carro, com este equilíbrio, será ok”, explicou.

“Houve uma melhora, mas você não sente muito a diferença, pois é apenas um pacote de mudanças que dá uma performance bem melhor. Ano passado não parecia tão ruim. Tínhamos algumas fraquezas nas entradas de curvas e estabilidade, algo que não temos este ano, mas tudo o que resume a uma boa volta me parece mais familiar, apesar de me sentir mais rápido”, concluiu o monegasco.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Emília-Romanha de Fórmula 1. Siga tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube