Chefão da F1 minimiza silêncio de Hamilton: “Vai voltar com mais vontade do que antes”

Lewis Hamilton não se pronunciou nas suas redes sociais desde 12 de dezembro, dia do dramático GP de Abu Dhabi. Para Stefano Domenicali, o heptacampeão “está recarregando as baterias”

“Isso está sendo manipulado”, reagiu Hamilton na volta final do GP de Abu Dhabi (Vídeo: Reprodução)

Já se vão quase duas semanas do dramático GP de Abu Dhabi, corrida que teve desfecho polêmico e culminou com a vitória e o título conquistado por Max Verstappen. Desde aquele dia, 12 de dezembro, Lewis Hamilton não se pronunciou mais nas suas redes sociais. O silêncio do heptacampeão da Fórmula 1 fez muita gente levantar até a possibilidade de uma eventual aposentadoria, mas Stefano Domenicali entende que o maior vencedor da história da categoria não apenas não deixará a F1 como voltará ainda mais forte e com fome de vitórias e títulos em 2022.

“Tenho certeza de que ele está recarregando as baterias e vai voltar com ainda mais vontade do que antes de conquistar o oitavo título mundial”, declarou o CEO e presidente da Fórmula 1 em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport. Nico Rosberg e Jenson Button, ex-companheiros de equipe de Lewis, partilham da mesma opinião, enquanto Toto Wolff disse: “Espero que ele continue”.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lewis Hamilton segue em silêncio depois do GP de Abu Dhabi (Foto: AFP)

Toda a polêmica das voltas finais do GP de Abu Dhabi e as decisões controversas do diretor de provas da FIA para a F1, Michael Masi, colocaram a entidade no centro das discussões. Com a chegada do novo presidente eleito, Mohammed Ben Sulayem, para o lugar de Jean Todt, Domenicali contou que já entrou em contato com o mandatário para definir as prioridades da próxima temporada.

“Já conversamos com o presidente. Falamos sobre as prioridades sobre as quais ele terá de lidar, e são muitas. Mas, neste momento, é bom ficar calado para não criar polêmicas numa situação que se tornou muito quente”, comentou o dirigente em entrevista à versão francesa do site Motorsport.

Em que pese tudo o que aconteceu em Abu Dhabi, Domenicali entende que a Fórmula 1 tem muito a comemorar pelo que aconteceu neste ano que está a caminho do fim. “Gostaria de dizer que tivemos uma temporada extraordinária, acompanhada por mais de 2 bilhões de pessoas. O último GP de Abu Dhabi foi o evento esportivo mais assistido de 2021. São números estratosféricos dos quais devemos nos orgulhar”.

VETTEL, ALONSO, SAINZ E RICCIARDO: COMO FORAM EM NOVAS EQUIPES NA F1 2021?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar