Chefe da Ferrari “paga o preço”, vibra com evolução do motor e fica feliz por pódio de Vettel nos EUA

Maurizio Arrivabene disse que a Ferrari acertou em levar para Austin a versão atualizada do seu motor, que acabou por ajudar Sebastian Vettel a quase vencer o GP dos Estados Unidos, no último domingo. O dirigente italiano admitiu que chegou a sonhar com a vitória antes da intervenção do segundo safety-car

Maurizio Arrivabene não escondeu a satisfação com a grande performance da Ferrari, sobretudo de Sebastian Vettel, durante o GP dos Estados Unidos, no último domingo (25) em Austin. O alemão largou em 13º lugar em virtude de uma punição sofrida pela direção de prova. Para o fim de semana, a Ferrari equipou os carros de Vettel e Kim Räikkönen com a nova especificação do motor construído em Maranello. Mas na visão do chefe da lendária escuderia italiana, valeu a pena “pagar o preço”, ainda mais depois de ver a grande performance do novo propulsor e a ‘quase’ vitória de Seb, que terminou em terceiro, colado em Nico Rosberg.
 
“Não acho que podemos falar sobre a confiabilidade do motor, mas sim sobre o desempenho do motor. Conseguimos ter performance para mostrar devido à nossa estratégia de encaixar tudo ainda em janeiro”, declarou o chefe de equipe da Ferrari, muito feliz com o que viu da sua equipe em Austin.
Sebastian Vettel e Maurizio Arrivabene comemoram a performance da Ferrari em Austin (Foto: Ferrari)
“Nós planejamos essa troca de motor, e isso é algo que você precisa fazer se você quer ter performance, você tem de pagar o preço. E aqui, nós pagamos nosso preço”, destacou, salientando a perda de dez posições no grid para cada um dos seus pilotos.
 
Mas, com uma estratégia diferenciada, Vettel quase deu o pulo do gato e venceu a corrida. Perto da 40ª volta, o tetracampeão vinha em segundo, com os pneus médios do seu carro com performance muito melhor que os macios de Lewis Hamilton, que vinha na frente. O piloto tinha muitas condições de fazer a ultrapassagem e até vencer no Texas.
Vettel partiu do fundo do pelotão para chegar a um belo pódio (Foto: Getty Images)
Até que o safety-car interveio mais uma vez após a batida de Daniil Kvyat. Aí o alemão teve de entrar nos boxes para equipar sua Ferrari com pneus macios. No fim, Seb brigou intensamente com Rosberg, mas acabou mesmo em terceiro.
 
“Estávamos quase tendo uma notícia excepcional antes do safety-car, mas quero dizer que estamos muito felizes porque conquistamos o pódio”, comemorou. “Vettel fez uma corrida fantástica e fez uma estratégia muito boa. Em certa altura da corrida, antes do segundo safety-car, nós também estávamos sonhando, mas algo assim é muito bom e estamos bem felizes”, finalizou Arrivabene.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube