Chefe da McLaren minimiza preocupação com últimos resultados de Pérez e fala em aprendizado

Martin Whitmarsh afirmou que não há motivos para se preocupar com os resultados obtidos por Sergio Pérez nas últimas provas da F1. Contratado pela McLaren, mexicano não pontua desde o GP do Japão

 

Martin Whitmarsh, chefe da McLaren, acredita que não há motivos para se preocupar com os resultados obtidos por Sergio Pérez nas últimas três etapas da F1. O piloto foi contratado por Woking para substituir Lewis Hamilton na temporada de 2013.
 
Desde que anunciou seu vínculo com o time cromado, antes do GP do Japão, Pérez vem tendo dificuldades e teve uma sequência de corridas complicadas. 
 
O atual companheiro de Kamui Kobayashi rodou no Japão, se envolveu em um acidente na primeira curva da etapa da Coreia e teve a corrida arruinada na Índia após ter um furo no pneu depois de um toque com Daniel Ricciardo.
 
Ainda assim, Whitmarsh acredita que não há razões para se preocupar, já que acredita que Pérez atravessa uma típica fase de aprendizado. 
Whitmarsh indicou que pode tentar liberação antecipada de Pérez (Foto: McLaren)
“Ele é um piloto jovem e arrojado. Arrojado pode ser bom e pode ser ruim. Mas eu acho que ele fez um trabalho fantástico para estar lá em cima na classificação”, avaliou. “Ele tem a velocidade e quer chegar lá na frente e vencer. Mas se ele não tiver algo para aprender aos 22 anos, então tem algo errado”, considerou. 
 
“Não passei muito tempo com ele, mas no tempo que passamos juntos, percebi que ele é muito inteligente e muito ambicioso”, avaliou. “E, no momento, ele está em um bom nível de humildade”, continuou. “Se pudermos transformá-lo em um campeão mundial, ele perderá um pouco disso ao longo do caminho”, previu. 
 
Pérez tem contrato com a Sauber até o fim da temporada, mas Whitmarsh deu indicações de que pode tentar uma liberação antecipada do piloto. O dirigente destacou, entretanto, que apesar de ter uma boa relação com a escuderia suíça, não é hora de pressionar excessivamente.
 
“Estamos tentando ser respeitosos com o fato de ele estar trabalhando na Sauber”, afirmou. “Nós temos contato limitado no momento. A Sauber tem sido muito gentil, eles aceitaram o que aconteceu e entendem o motivo de Sergio estar fazendo isso.”
 
“Nós temos uma relação muito boa com a Sauber, mas não acho que seja apropriado forçar a barra no momento”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube