Chefe da Red Bull prevê harmonia em parceria com Aston Martin, mas já descarta fornecimento de motores

Agora contando com a Aston Martin como parceira técnica, a Red Bull não quer se precipitar sobre possíveis frutos da nova relação. A escuderia só deixa claro que os ingleses não vão ser capazes de desenvolver um motor para a F1

A parceria técnica entre Red Bull e Aston Martin, revelada nas primeiras horas desta quinta-feira (17), pode render diversos frutos para a escuderia dos energéticos – mas um motor novo não deve ser um deles. Christian Horner, chefe da escuderia, lamentou que os ingleses não tenham condições de fornecer uma nova unidade de potência, substituindo a Renault.
 
Horner, todavia, ressaltou que a Aston Martin vai cumprir algum papel no desenvolvimento de componentes para o RB12. O dirigente acredita que vai se tratar de um trabalho em sintonia.
A Aston Martin firmou uma parceria com a Red Bull na F1 (Foto: Red Bull/Twitter)
“Infelizmente a Aston Martin não tem um motor que possamos usar na F1. Um V12 seria legal… Nossas discussões sobre motores são separadas disso [da Aston Martin]. Mas é óbvio que, em uma situação ideal, vamos encontrar algo para trabalhar em harmonia”, disse Horner.
 
Andy Palmer, dirigente da Aston Martin, também evitou previsões sobre possíveis papéis ao lado da Red Bull, destacando que “tudo é possível”.
 
“É ótimo para a marca Aston Martin estar de volta à F1. Surgiu a oportunidade de se unir e trabalhar juntos, e entramos nessa”, seguiu Palmer.
 
A confirmação da aliança entre Aston Martin e Force India põe uma pá de cal nas pretensões da Force India em se unir à lendária montadora britânica. Durante boa parte do ano passado, executivos da equipe e também da montadora se reuniram e ficaram perto de um acordo, que acabou não sendo concretizado.
 
O ritmo das negociações entre Aston Martin e Force India empacou e criou dúvidas sobre uma possível união à época. Dúvidas que se tornam certeza de que não mais haverá qualquer aliança com a equipe de Silverstone. A Red Bull foi considerada uma opção melhor.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube