Chefe da Red Bull relata nervosismo e surpresa por vitória de Ricciardo e conclui: “Envelheci dez anos nessa corrida”

Dez anos mais velho. É assim que o chefe da Red Bull, Christian Horner, vai dormir em relação ao que acordou na manhã do GP do Azerbaijão. Tudo isso por causa das mudanças de emoção entre abandonos, danos e uma recuperação. Daniel Ricciardo, no fim das contas, fez o dia de Horner ser feliz

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O dia certamente não terminou da forma como Christian Horner e a Red Bull esperavam – o que, nesse caso, foi bom. O GP do Azerbaijão deste domingo (25) foi a verdadeira 'Corrida Maluca' e terminou com Daniel Ricciardo, que largara em décimo e chegou a ser o 17º colocado, com a vitória. Horner, chefe da equipe, não escondeu a evidente surpresa. E ainda brincou: ele próprio envelheceu dez anos durante as 53 voltas em Baku.

 
Horner ressaltou que a corrida azeri teve de tudo e como a Red Bull estava numa situação extremamente desagradável após o abandono e o pit-stop forçado de Ricciardo logo no começo, por conta de detritos que ele atropelou na pista. Rapidamente, porém, o clima mudou. E a apreensão fez uma década singrar naquelas voltas.
 
"Mostra que no esporte a motor qualquer coisa pode acontecer. Estávamos deprimidos depois do primeiro quarto de corrida. Daniel acertou muitos detritos das confusões iniciais; Max era cada vez mais rápido, mas perdemos por conta de uma falha de motor", lembrou.
 
"A corrida de Daniel começou a acontecer. Ele fazia ótimo progresso, relargava bem. Nós ficamos decepcionados pela bandeira vermelha, mas ele largou muito bem, passou as duas Williams e levou vantagem das baboseiras entre Lewis e Seb", avaliou. "Ele mandou bem. Foi muito consistente nas 20 últimas voltas, teve ótimo ritmo e conseguiu trazer o carro de volta para casa. Eu acho que envelheci dez anos durante a corrida. Teve todas as emoções possíveis", disse.
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Quanto a Verstappen, que novamente teve de abandonar com problemas de motor, Horner garantiu que uma grande prova está chegando. 
 
"Estávamos desesperadamente desapontados de perder Max, mas uma grande vitória como essa, nesse tipo de circuito, é algo que não poderíamos imaginar. Max vai ficar impaciente, mas ele teve grande ritmo e pode ver que o carro está melhorando. A sorte se acerta. Daniel teve quatro pódios e uma vitória, mas sei que Max terá uma grande corrida logo", encerrou.

A temporada da F1 volta em duas semanas, 9 de julho, com o GP da Áustria. No ano passado, Lewis Hamilton foi quem ficou com a vitória. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

NOVA DERROTA EM 2017 MOSTRA QUE TOYOTA E LE MANS SÃO COMO ‘ÁGUA E ÓLEO’

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:

0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe,
.embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;

top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube