Chefe da Red Bull se frustra com Pérez fora do pódio, mas diz que “ele vai se encontrar”

Sergio Pérez teve problemas diversos em sua segunda corrida pela Red Bull, na Emília-Romanha. Mas Christian Horner espera que isso passe no futuro próximo

Sergio Pérez rodou, escapou da pista, foi punido… Um GP da Emília-Romanha que não poderia terminar de outra maneira para o mexicano: sem pontos. Como foi a segunda corrida pela Red Bull, passou pela análise de Christian Horner, o chefe – e os comentários foram esperançosos com o futuro, mesmo que decepcionados com o final de semana.

Para Horner, Pérez mostrou que, com o tempo, vai entregar resultados para a Red Bull. E que o lado ruim em Ímola é que o mexicano havia mostrado que o pódio era possível.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
WEB STORIES: Como foi o GP da Emília-Romanha de Fórmula 1

Sergio Pérez em Ímola (Foto: Red Bull Content Pool)

“Acho que a questão é o tempo para se acostumar com o carro. Ele fez um bom trabalho no sábado (Pérez largou em segundo). Mas hoje (Domingo) foi uma corrida bagunçada para ele”, começou o dirigente.

“Obviamente houve o erro atrás do safety-car no começo, a punição de 10 segundos, e depois o erro na relargada, atrás das Ferrari. Uma pena, pois ele poderia ter pontuado, ele poderia ter estado no pódio também”, seguiu.

“É frustrante não tê-lo lá no topo, mas certamente ele vai se encontrar, achar o ritmo certo, se erguer, e estou certo de que finais de semana muito mais fortes virão no futuro”, finalizou Horner.

Pérez acabou sem pontos em Ímola e, assim, caiu na classificação do Mundial: agora é o oitavo, com os 10 pontos comquistados no Bahrein.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar