Chefe revela que Giovinazzi ficou com emprego em risco após acidente na Bélgica

Frédéric Vasseur, chefe de equipe da Alfa Romeo, admitiu que o emprego de Antonio Giovinazzi ficou em risco após o acidente sofrido no GP da Bélgica, quando somava pontos e rodou sozinho. Chefe valorizou recuperação do italiano ao longo do ano

Antonio Giovinazzi teve o contrato com a Alfa Romeo renovado para a temporada 2020, mas seu emprego esteve na berlinda após o forte acidente sofrido nas voltas finais do GP da Bélgica de 2019.
 
Na ocasião, Giovinazzi tinha apenas 1 ponto no campeonato, e estava na nona colocação na corrida após largar de 18º. Porém, com apenas uma volta para o fim, o italiano rodou e colidiu contra a barreira de pneus, desperdiçando pontos valiosos para a Alfa Romeo.
 
"Foi um grande choque para todos no time porque foi uma boa oportunidade. Antonio saiu do nada, e nas últimas voltas, ele bateu. Tivemos uma discussão difícil com ele, porque essas coisas decidem carreiras. Pensamos sobre o futuro. Tivemos que sentar para conversar e discutir a situação, e teve uma reação boa”, declarou o chefe de equipe Frédéric Vasseur em entrevista ao site ‘Motorsport.com’.
Antonio Giovinazzi (Foto: Alfa Romeo)
Giovinazzi acabou entrando em sua melhor fase da temporada após o acidente. Foi nono em sua corrida natal na Itália, décimo em Singapura com direito a voltas lideradas, e somou um incrível quinto lugar no maluco GP do Brasil. Os resultados foram suficientes para o italiano terminar em 17º no Mundial, com 14 pontos.
 
Para Vasseur, o italiano impressionou bastante após o acidente, mas não ganhou valor por conta do desempenho ruim da Alfa Romeo, que tinha dificuldades para somar pontos na reta final.
 
"Para mim, foi muito importante o jeito que o Antonio reagiu em Monza. Aquele foi o salto. O problema para ele é que estávamos ruins quando ele estava bem. Você pode ficar à frente dos seus companheiros, mas não é tão notável se você for 14º ou 15º. Se é sexto ou sétimo, todos falam sobre você. Algo que precisa ser mostrado são os pontos, porque você, o paddock e todo mundo está focado nos resultados", concluiu.
 

Apoie o GRANDE
PRÊMIO
: garanta o
futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior
mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América
Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa
grande equipe produz conteúdo diário e pensa em
inovações constantemente, e não só na
internet: uma das nossas atuações está na
realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu
apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que
oferecem, tenha à disposição uma série de
benefícios e experiências exclusivas, e faça parte
de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto
nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube