Com ‘aderência zero’, Nasr fica apenas à frente das Manor Marussia e do acidentado Sainz na classificação em Austin

Felipe Nasr não se sentiu confortável com o carro da Sauber no molhado em Austin e marcou apenas o 18º tempo no Q1 da tomada de tempos deste domingo (25). Vai largar na segunda metade do grid

Felipe Nasr não foi bem na tomada de tempos realizada neste domingo (25), em Austin, para o GP dos Estados Unidos. O brasileiro ficou à frente apenas dos dois carros da Manor Marussia e de Carlos Sainz, sendo que o espanhol bateu nos minutos iniciais. A razão apontada: falta de aderência na traseira.

“Temos zero de aderência na traseira. Não tem suporte nenhum”, falou ele pelo rádio.

Segura, Nasr. Brasileiro foi eliminado no Q1 (Foto: Reprodução/TV)

Nasr já havia indicado insatisfação com o acerto da Sauber para andar na chuva. No entanto, pouco pôde fazer. Ele não treinou na sexta-feira, e os carros começam o sábado em regime de Parc Fermé. Então o piloto entrou na pista pela primeira vez no fim de semana com o chassi já acertado.

O tempo de Nasr foi de 2min03s194, 0s9 mais lento que o do companheiro de equipe Marcus Ericsson. Ele ainda pode ganhar posições até o fim da sessão devido às punições aplicadas a Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen por troca de motor.

"Extrair o máximo do equipamento com pouco na pista… Este final de semana tem sido bem complicado na questão da quilometragem. Mas é só a classificação. Claro que não é a posição ideal para começar a corrida, mas vamos esperar. Claramente, o carro ainda tem muito para melhorar na chuva. Essas partes do carro que a gente precisa melhorar ficam mais evidentes. Tem muito trabalho pela frente, mas, como eu falei, vamos olhar para a corrida e pensar no que a gente pode fazer", disse ao SporTV.

A largada para o GP dos Estados Unidos será dada às 17h (de Brasília).

VIU ESSA? O POLÊMICO INCIDENTE ENTRE ROSSI E MÁRQUEZ NA MOTOGP

determinarTipoPlayer(“15655524”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube