Com Espanha, F1 já estuda ampliar calendário 2020 para 22 corridas

O sofrimento da Alemanha para manter a etapa local só aumenta, mas a Espanha está perto de garantir a permanência da prova para 2020. Segundo a revista alemã 'Auto Motor und Sport' o diretor-executivo da Fórmula 1, Chase Carey, avisou às equipes para esperarem um campeonato de 22 provas

A Fórmula 1 vai chegar ao recesso de verão em alguns dias e o assunto mais quente da temporada 2020 no momento diz respeito ao calendário. Com entradas de novas provas e algumas na berlinda, não se sabe ao certo quantas provas o campeonato vai ter. Mas o diretor-executivo da F1, Chase Carey, avisou aos chefes de equipe para que esperem um campeonato com 22 corridas.
 
A informação foi dada pela revista alemã 'Auto Motor und Sport'. Segundo a publicação, o aviso extraoficial foi dado na última semana. Com 21 provas atualmente, o calendário terá a adição dos GPs do Vietnã e da Holanda em 2020. Caso se confirme, será a temporada mais extensa da história da F1.
Chase Carey (Foto: Reprodução)

Favoritas a deixar o calendário, as provas da Espanha e do México encontraram uma luz no fim do túnel nos últimos tempos. Barcelona, antes quase descartada, está perto da renovar o contrato, segundo a revista.

 
O problema fica no coloco do GP da Alemanha, um dos mais tradicionais e que brindou o público com um dos melhores eventos dos últimos anos no fim de semana que passou. A Mercedes, que contribuiu como patrocinadora-máster da prova em 2019, já avisou que não irá colocar dinheiro na permanência da corrida. 
 
"Não pode ser sempre sobre dinheiro. Algumas corridas simplesmente não podem deixar de existir, não importa o quanto paguem. O esporte deveria acontecer onde a paixão está. Por exemplo, um Mundial sem Monza seria uma piada" foi o apelo do tetracampeão Sebastian Vettel para que o Liberty Media considere a situação de Hockenheim com outros olhos.

Paddockast #26
Acidentes que alteraram carreiras

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube