Com tempo da manhã, Vettel fecha na frente segundo dia de testes da F1 em Jerez. Nasr é segundo

A pré-temporada da F1 2015 começou com dois dias de Ferrari e Sauber nas duas primeiras posições da folha de tempos em Jerez de la Frontera. Nesta segunda-feira (2), Sebastian Vettel e Felipe Nasr foram os mais rápidos na Andaluzia

Sebastian Vettel, pelo segundo dia seguido, foi o mais rápido dos testes de pré-temporada da F1 em Jerez de la Frontera. O alemão, que agora defende a Ferrari, anotou uma volta em 1min20s984 ainda pela manhã na Andaluzia e não foi mais superado. Um excelente início para seu relacionamento com a Scuderia.

E como se repetir o líder já não fosse o bastante, a F1 também viu a Sauber outra vez na segunda posição. Desta vez, com o estreante brasileiro Felipe Nasr. Fazendo seu primeiro treino com a equipe suíça, o campeão da F3 Inglesa de 2011 colocou pneus macios na parte da tarde para saltar de quarto a segundo, com um tempo na casa de 1min21s867 — exatos 0s833 mais lento.

A terceira posição foi da Williams, com Valtteri Bottas, que virou 1min22s319 também usando pneus macios.

As imagens do segundo dia de testes em Jerez
#GALERIA(5203)
Nasr, estreante, conseguiu adquirir uma boa quilometragem neste primeiro dia. Foram mais de 80 voltas, começando já nos primeiros minutos de treino em uma gelada manhã no sul da Espanha — os termômetros marcavam 4ºC, subindo para uma máxima de 12ºC ao longo do dia. No fim do dia, também teve a chance de conhecer um carro de F1 na pista molhada.

No princípio da tarde, pingos de uma chuva fina caíram. O negócio ia, voltava, até que a uma hora do fim da sessão a chuva apertou. Resguardados, os times seguraram seus pilotos nos boxes por alguns momentos. E foram as equipes que têm novatos que decidiram trabalhar: Sauber e Toro Rosso. Lá foram Max Verstappen e Felipe Nasr guiar no molhado — mais tarde ganharam a companhia de mais gente.

A Mercedes que não fez parte da brincadeira. Antes disso, a equipe descobrira um vazamento de água em uma peça que falhara e optou por manter o F1 W06 Hybrid parado pelo restante do dia para que fossem feitos reparos. De todo modo, não chega a ser nenhum grande prejuízo: Lewis Hamilton deu 91 giros por Jerez. Somando isso à quilometragem de Nico Rosberg no domingo, alcança-se quase que o total de três corridas. É muita coisa.

O inglês terminou com o quarto tempo, 1min22s490, 1s6 à frente do quinto colocado, o holandês Max Verstappen.

Nas três últimas posições, três times que tiveram problemas — se bem que, para a Lotus, a segunda-feira foi ótima. A equipe só fez o E23 Hybrid chegar a Jerez na tarde de domingo e disse que montaria o carro para andar significativamente na terça. Entretanto, já pela manhã Pastor Maldonado entrou na pista para fazer o shakedown do bólido. Apesar de ter provocado uma bandeira vermelha, o time de Enstone foi capaz de completar um total de 41 voltas.

A McLaren, mais uma vez, sofreu. Foram somente seis giros dados por Jenson Button. Considerando o trabalho feito com o motor Honda em Abu Dhabi, em novembro, são apenas 17 voltas em quatro dias de testes. Muito pouco.

Por fim, a Red Bull não marcou tempo com Daniil Kvyat. Com o carro ficando pronto de última hora, a equipe não teve tempo de preparar peças de reposição suficientes, e, após o aerofólio dianteiro quebrar, o russo teve de se contentar em dar apenas alguns giros sem ele. "Não foi a coisa ideal, mas acidentes acontecem", limitou-se a dizer o lacônico russo.

Os testes da F1 em Jerez de la Frontera continuam nesta terça-feira, a partir das 6h (de Brasília), com acompanhamento AO VIVO e em TEMPO REAL do GRANDE PRÊMIO. Felipe Nasr mais uma vez guiará o carro da Sauber e Felipe Massa terá seu primeiro contato com o FW37 da Williams.

F1, Treinos coletivos, Jerez de la Frontera, dia 2:

1 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:20.984   89
2 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:21.867 +0.883 88
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:22.319 +1.335 61
4 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:22.490 +1.506 91
5 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:24.167 +3.183 73
6 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:25.802 +4.818 41
7 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:54.655 +33.671 6
8 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT     18

AO VIVO

O GRANDE PRÊMIO é o único site de esporte a motor brasileiro que vai acompanhar de perto toda a pré-temporada da F1, na Espanha. Neste domingo (1), o repórter Renan do Couto e o fotógrafo Xavi Bonilla vão trazer todas as informações direto da pista de Jerez de la Frontera, palco de lançamentos e da primeira bateria de testes coletivos em 2015.

Sigam tudo AO VIVO e em TEMPO REAL na nossa nova ferramenta de transmissão e participem.

O W06
A Mercedes apresentou neste domingo (1), em Jerez de la Frontera, o W06, carro do time para a temporada 2015 da F1. Lewis Hamilton e Nico Rosberg foram os responsáveis por revelar o bólido ao mundo e o fizeram sem muita demora.
 
Dominante ao longo da temporada 2015, a Mercedes apresentou uma evolução do bólido do 2014, mas ressaltou que as mudanças no regulamento técnico da F1 também apresentou desafios para a produção do W06.

Leia reportagem completa no GRANDE PRÊMIO. 

O FW37
A Williams chamou a imprensa nesta gelada manhã de domingo (1) em Jerez, na Espanha, para apresentar fisicamente o FW37, carro com o qual vai disputar a temporada 2015. Antes, a equipe apenas havia divulgado fotos pela internet.
 
Bem bonito, o modelo azul e branco possui uma aerodinâmica diferenciada em relação aos outros carros já mostrados. O FW37 traz certos resquícios do regulamento do ano passado com seu 'bico-mamilo', possui uma curva bastante uniforme do cockpit até a ponta do bico e, na traseira, uma espécie de barbatana encerrando a carenagem que cobre o motor.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

O RB11
A nova criação da Red Bull apareceu camuflada em Jerez de la Frontera. O RB11, o carro com o qual os tetracampões vão competir na temporada 2015 da F1, surgiu no pit-lane da pista espanhola nesta manhã de domingo (1) sem pompa ou cerimônia. A equipe austríaca sequer fez uma apresentação, apenas divulgou fotos e tratou de botar Daniel Ricciardo logo no circuito, para a primeira volta de instalação.
 
O modelo, provavelmente o último projeto totalmente assinado pelo gênio Adrian Newey, vai usar uma pintura provisória por enquanto, em preto e branco. Do que se pode perceber, as linhas são refinadas, como sempre, e o bico é mais baixo também, mas um pouco mais curto, diferente das soluções usadas por Ferrari e Toro Rosso, por exemplo. É bem parecido com o desenho da Mercedes.

Leia a reportagem no GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube