Confira declarações dos pilotos após primeiro dia de testes coletivos na Hungria

Antonio Giovinazzi puxou a fila com sobras no primeiro dia de testes coletivos da F1 na Hungria. Marcus Ericsson, Brendon Hartley, Lando Norris e George Russell apareceram atrás

A F1 voltou à pista da Hungria para o primeiro dia de testes coletivos nesta terça-feira (31). Na penúltima atividade antes das férias, Antonio Giovinazzi colocou 2s5 no resto, fazendo a Ferrari andar bem na frente de pneus hipermacios, que não estavam disponíveis no final de semana da corrida.
 
Os motores Ferrari controlaram a atividade, aliás. De Sauber, um dos únicos titulares da sessão também se saiu bem. Marcus Ericsson virou 1min18s155, ficando 1s1 na frente de Brendon Hartley – de Toro Rosso – e Lando Norris – de McLaren, que andaram bem próximos.
 
A tabela ainda teve George Russell com a Mercedes, Daniel Ricciardo, Nicholas Latifi de Force India, Nico Hülkenberg, Oliver Rowland pela Williams e Sean Gelael de Toro Rosso.
 
A F1 ainda tem um segundo dia de testes na Hungria pela frente, nesta quarta-feira (1º). A atividade encerra em definitivo a primeira metade da temporada, que só vai ser retomada em 26 de agosto, no fim de semana do GP da Bélgica.
Marcus Ericsson nos boxes da Sauber (Foto: Sauber)

Confira as declarações:

  Antonio Giovinazzi, primeiro: Giovinazzi destaca que Ferrari “evoluiu drasticamente” desde testes coletivos na Espanha
 

Marcus Ericsson, segundo: "Foi um dia produtivo de teste. Praticamente completamos o que programamos, só a chuva que deu uma atrapalhada. A gente conseguiu fazer a maior parte antes da mudança no tempo, então isso não nos afetou muito. Conseguimos alguns resultados interessantes, tentamos alguns acertos diferentes para a segunda metade da temporada. Vamos analisar tudo que fizemos e aprender com isso. Foi uma maneira positiva de encerrar essa primeira metade de campeonato. É hora de uma pequena pausa e vamos recarregar as baterias para as corridas que restam".
 
Brendon Hartley, terceiro: "Conseguimos muita coisa interessante hoje e sei que temos bastante trabalho pela frente. De manhã, completamos mais voltas que qualquer outra equipe. Também tivemos um longo programa durante a tarde e fechamos com 126 voltas totais, mas a chuva nos impediu de fazer tudo que gostaríamos. Mesmo assim, diria que foi um dia bem positivo".
Lando Norris no teste em Hungaroring (Foto: McLaren)
Lando Norris, quarto: "Foi muito agradável poder voltar ao carro, especialmente porque faz um ano da minha estreia. Os primeiros 3/4 do dia foram muito bons. Testamos bastante, algumas coisas de aerodinâmica, mas também voltas rápidas, então deu para sentir bem o carro até a hora que choveu. Isso nos atrasou um pouco, então tem algumas coisas que precisaremos fazer amanhã. Foi a primeira vez que guiei um F1 na chuva, foi legal ver a diferença desse carro para o F2 com a pista molhada. É outro nível e fiquei feliz com a confiança que tive para guiar ali. Hoje deu para aproveitar de tudo, fizemos 107 voltas e foi tudo muito positivo". 
 
George Russell, quinto: "Foi fantástico voltar a guiar a Mercedes. A velocidade, força o downforce, tudo é completamente de outro nível. Então, foi entrar no carro para começar a sorrir. Infelizmente, não conseguimos dar tantas voltas quanto queríamos por causa da chuva e de alguns probleminhas pela manhã. No entanto, foi um dia muito bom para mim e acho que aprendemos algumas coisas, o que é bem importante. Estou ansioso para amanhã".
Nico Hülkenberg em teste na Hungria (Foto: Renault)
Nico Hülkenberg, oitavo: "Foi bom trabalhar no caror durante a manhã, mas a tarde foi basicamente improdutiva. Às vezes acontece isso num teste mesmo e, bom, é melhor que seja no teste que na corrida. Meu foco está em recarregar as baterias agora e voltar para Spa com tudo".
 
Oliver Rowland, nono: "Acho que, no geral, foi um bom teste. Gostaria de ter feito mais voltas no fim quando a chuva veio, mas não posso controlar o clima. Tudo correu dentro do planejado pela equipe e, apesar de algumas vezes em que precisamos parar, conseguimos voltar rapidamente e os mecânicos foram muito bem ajeitando tudo. Creio que conseguimos muitas informações que vão ser valorosas para o time".

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube