Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos livres do GP da China, terceira etapa da temporada 2018 da F1

O GP da China começou empolgante para quem quer ver disputas acirradas. Isso porque Mercedes e Ferrari estiveram próximas em voltas rápidas, separadas por 0s007 no TL2. Apesar de não ter muita vantagem, Lewis Hamilton foi o mais veloz

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O fim de semana do GP da China começou com expectativa de vantagem da Mercedes – mas, acima de tudo, de uma disputa parelha pela liderança. Lewis Hamilton anotou a melhor volta da sexta-feira (13) em Xangai, apenas 0s007 melhor que Kimi Räikkönen, logo atrás. Valtteri Bottas e Sebastian Vettel, respectivamente 0s03 e 0s1 atrás de Hamilton confirmam a expectativa de proximidade.
 
O quinto melhor tempo foi da Red Bull, que segue devendo em voltas rápidas. Max Verstappen foi 0s341 pior que Hamilton no TL2, enquanto Daniel Ricciardo teve dificuldades e, nono, foi 1s075 pior.
 
Na briga entre equipes intermediárias, a Renault dá pinta de ter vantagem em um primeiro momento. Nico Hülkenberg e Carlos Sainz Jr. tiveram respectivamente o sexto e o oitavo melhor tempo, com a Haas de Kevin Magnussen no meio. Fernando Alonso completou o top-10, 0s3 pior do que a equipe francesa, com o mesmo motor.
 
A Toro Rosso, que tanto encantou no Bahrein, começou tímida na China. A equipe apareceu atrás da Force India, mesmo que por pouco. Mas ninguém segue mais apagado do que a Williams, novamente lanterninha – agora com Lance Stroll, 0s7 pior do que o 19º colocado.
Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da China, terceira etapa da temporada 2018 do Mundial de F1.

 
Confira declarações dos pilotos após treinos livres na China:
 
 
 
Valtteri Bottas, terceiro: “Tivemos problemas com o equilíbrio do carro na minha. Estava rápido, mas não era fácil pilotar. Mudamos o acerto no TL2 e vimos tempos melhores, mas ainda ainda espero mais um passo adiante amanhã. Como um todo, foram boas voltas e muita informação, então me sinto pronto. Parece que vai ser muito apertado na briga com a Ferrari, tanto na classificação quanto na corrida. A pista melhorou muito ao longo do dia, inclusive durante as sessões. Você conseguia sentir a aderência aumentando volta após volta, mas isso é normal nessa pista. A expectativa é de que amanhã de manhã, depois da chuva, seja um pouco mais complicado, mas espero que melhore a tempo da classificação.”
 
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

 
Nico Hülkenberg, sexto: “Foi uma manhã com muito vento, seguida de chuva no fim da tarde. Fora isso, foi tudo simples. Temos um bom ponto de partida com esse carro, então a questão é ver o que a gente consegue fazer para extrair o máximo do carro na classificação de amanhã e no domingo.”
 
Kevin Magnussen, sétimo: “Tivemos mais uma sexta-feira boa e estou feliz com o que tenho visto. Ainda precisamos trabalhar melhor o desgaste dos pneus, principalmente no ultramacio, mas acho que esse aspecto é um problema para todos. Vamos ver o que acontece. A equipe está fazendo um bom trabalho e o carro se comporta bem. É uma performance de bom nível, o que me deixa com uma sensação boa.”
 
Carlos Sainz Jr., oitavo: “A sexta-feira foi limpa e me sinto mais confortável no carro. O balanceamento já está melhor do que no Bahrein, mas ainda precisamos dar uma olhada no ritmo de corrida e melhorar nessa área. Mesmo assim, foi uma sexta-feira que nos deixou encorajados. Vai ser um fim de semana desafiador em termos de pneus por causa da diferença entre os compostos e do desgaste de pneus. Vamos analisar essa área e pensar nas opções que temos para o domingo.”
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

 
 
Sergio Pérez, 11º: “Tivemos um dia positivo. Trabalhamos com todos os compostos de pneus e coletamos muita informação, sempre um foco na sexta-feira. Hoje choveu e fez frio, então precisamos ver o que vai acontecer com o clima amanhã. Pelo menos já fizemos algumas voltas com intermediários para ter alguma garantia em caso de chuva no resto do fim de semana. Baseado na minha sensação de hoje, o objetivo de amanhã é ir até o Q3.”
 
Esteban Ocon, 12º: “Foi um dia bom e cheio. Testamos alguns itens e andamos com os pneus que precisávamos. Até andamos com intermediários quando a chuva chegou. A simulação de corrida foi de acordo com o planejado e até fiz algumas voltas com o ultramacio pela primeira vez, o que nos dá uma boa noção para a classificação. Trabalhamos pesado para encontrar mais performance e diria que foi uma sexta-feira mais sólida do que a do Bahrein. Vamos trabalhar pesado durante a noite para ver até onde podemos chegar amanhã.”
 
Pierre Gasly, 13º: “Esse foi meu primeiro dia pilotando em Xangai e foi bom. É legal descobrir uma pista e pilotar aqui para valer, e não no simulador ou no PlayStation. Acho que foi positivo como um todo. O pelotão intermediário está apertado e agora estamos bem no meio. Algumas equipes parecem estar bem rápidas aqui, então precisamos trabalhar durante a noite para melhorar amanhã. Isso vale para mim também porque acho que posso melhorar um pouco. Vamos trabalhar para encontrar mais ritmo e competir com outras equipes”
Stoffel Vandoorne (Foto: McLaren)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Stoffel Vandoorne, 14º: “Não foi a sexta-feira mais tranquila para nós. Tivemos problemas no TL1 e o TL2 não foi perfeito por causa do problema no pit-stop, mas me senti mais confiante no carro durante a tarde. Como um todo, aprendemos muito e o TL2 foi uma sessão bem melhor. O mais positivo, como já vimos nas outras semanas, é que nosso ritmo de corrida é promissor. Ainda precisamos trabalhar mais no nosso ritmo de classificação para entender algumas coisas, mas me sinto bem como um todo”
 
Brendon Hartley, 15º: “Tivemos um dia razoavelmente tranquilo. O assoalho quebrou na manhã e perdemos algum tempo no TL1, o que nunca é ideal. Salvo isso, foi um dia limpo. Como nas corridas anteriores, a briga está muito acirrada. Extrair 100% do carro vai ser chave amanhã para ficar na melhor posição possível do grid. Mesmo perdendo tempo de pista na manhã, me sinto confortável com o carro. O equilíbrio está bom, então melhorar durante a noite pode nos deixar brigando pela liderança do pelotão intermediário”
 
 
Marcus Ericsson, 17º: “Foi um dia produtivo para nós. Completamos nosso cronograma nos dois treinos, testamos os três tipos de pneus e também trabalhamos no acerto do carro. As características do traçado de Xangai são bem diferentes das de Melbourne e Bahrein, então exploramos o comportamento do carro nessa pista, focados em achar o acerto ideal para a corrida. Coletamos dados interessantes e vamos trabalhar durante a noite para achar a direção certa.”
Marcus Ericsson (Foto: Sauber)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Charles Leclerc, 18º: “Foi minha primeira vez nesse circuito, o que sempre é uma experiência interessante. Aprender um novo traçado é um ótimo jeito de continuar evoluindo como piloto e me familiarizar com desafios diferentes, como as longas retas e a combinação de curvas aqui em Xangai. Fomos competitivos com pneus macios e médios na manhã e, durante a tarde, completamos voltas com ultramacios. Agora vamos olhar os dados coletados para otimizar nossa performance.”
 
Romain Grosjean, 19º: “Tentamos coisas diferentes no carro. Algumas funcionaram, outras não. Nossa simulação de classificação não deu muito certo, o que é uma pena. A simulação de corrida foi melhor, o que é encorajador. Sabemos que Shangai é um circuito diferente, então estamos estudando todas as opções. A tabela de tempos não representa onde estamos.”
 
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube