De volta após 3 anos, Corrida dos Campeões confirma Bottas para edição de 2022 na Suécia

Valtteri Bottas vai participar pela primeira vez da Corrida dos Campeões, que volta a ser disputada depois de três anos longe do calendário. A prova vai acontecer em Norrbotten, na Suécia, cidade muito próxima ao Círculo Polar Ártico

Imagens do forte acidente que marcou a largada da Stock Car em Goiânia (Vídeo: Stock Car)

A Corrida dos Campeões voltará ao calendário do esporte a motor nos dias 5 e 6 de fevereiro de 2022. A competição foi realizada pela última vez em 2019, no México, e desde então ficou inativa em razão dos efeitos da pandemia de Covid-19. A prova, tradicional por confrontar pilotos de diferentes modalidades em carros dos mais variados, além de trazer também a disputa da chamada Copa das Nações, será realizada em Norrbotten, cidade localizada no norte da Suécia e muito próxima ao Círculo Polar Ártico. E para a primeira Corrida dos Campeões da história na neve, nada melhor que um grande conhecedor do assunto: Valtteri Bottas está confirmado para estrear na prova em 2022.

Bottas faz parte de uma laureada relação de pilotos já garantidos na Corrida dos Campeões de fevereiro do ano que vem: Tom Kristensen, maior vencedor das 24 Horas de Le Mans, com nove conquistas; Sébastien Loeb, eneacampeão mundial de rali; Jonah Kristoffersson, campeão mundial de rallycross; Mattias Ekstrôm, Travis Pastrana, Petter Solberg, campeão mundial de rali, e o filho, Oliver Solberg, uma das estrelas da nova geração do WRC.

Valtteri vai integrar o chamado Time Finlândia e terá seu companheiro de equipe a ser anunciado nas próximas semanas.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Valtteri Bottas vai disputar pela primeira vez a Corrida dos Campeões (Foto: Mercedes)

“Estou muito ansioso para finalmente poder competir na Corrida dos Campeões depois de assistir ao evento na TV por muitos anos”, disse o nórdico.

“O fato de o evento deste ano ser realizado na neve e no gelo o torna ainda mais interessante. Já fiz o Rali do Ártico algumas vezes, então espero que essa experiência ajude, já que pretendemos vencer e bater nossos vizinhos nórdicos da Suécia e da Noruega e acrescentar essa às muitas outras vitórias da Finlândia na Corrida dos Campeões e na Copa das Nações”, disse o ainda piloto da Mercedes e futuro representante da Alfa Romeo.

A Finlândia realmente tem um histórico vitorioso na Corrida dos Campeões: Tommi Mäkinen (2000), Harri Rovanperä (2001), Marcus Grönholm (2002) e Heikki Kovalainen (2004) venceram uma vez, enquanto Juha Kankkunen é bicampeão da prova (1988 e 1991). Na Copa das Nações, o país chegou duas vezes ao título: 1999 e 2006.

Fredrik Johnsson, dirigente sueco e presidente da Corrida dos Campeões, comemorou a chance de ter na competição que organiza um piloto duas vezes campeão mundial de F1 e dono de nove vitórias na principal categoria do esporte a motor.

“Valtteri há muitos anos nos dizia que gostaria de participar da Corrida dos Campeões e estamos muito felizes por ele finalmente conseguir fazer sua estreia na nossa primeira edição na neve e no gelo. Na última etapa da F1, em Monza, Valtteri mais uma vez provou que é um dos pilotos mais rápidos do mundo. A Finlândia tem uma história de orgulho na Corrida dos Campeões, e será fascinante ver como vai se desenrolar a rivalidade esportiva entre a Finlândia e a Suécia, que é o país anfitrião”, complementou.

A edição que marca o retorno da Corrida dos Campeões terá como tema a sustentabilidade, já que os carros inscritos para a competição serão elétricos ou movidos a combustíveis renováveis.

HAMILTON E VERSTAPPEN DÃO INJEÇÃO DE ÂNIMO NO SONOLENTO GP DA RÚSSIA DE F1? | Paddock GP #257

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar