Hill revela que recusou proposta para correr na Stewart em 1997: “Me partiu o coração”

Damon Hill precisou procurar uma nova equipe após a saída da Williams, e revelou que recebeu uma proposta do amigo Jackie Stewart. Campeão mundial recusou e optou pela Arrows

Campeão mundial em 1996, Damon Hill não teve vínculo renovado com a Williams após a conquista e precisou procurar uma nova equipe em 1997. No fim, o piloto assinou com a Arrows, mas sua casa para aquela temporada quase foi outra: a Stewart.

Em participação no evento The Mindset of Champions, Hill revelou que foi procurado por Jackie Stewart, que estava montando sua equipe para o Mundial de 1997. Damon o conhece desde criança, já que o escocês tricampeão mundial era um amigo de seu pai, Graham, também campeão na Fórmula 1.

Damon revelou que a triste recusa foi por ter dúvidas sobre a equipe estreante. Pela Arrows, teve uma temporada complicada, mas foi pelo time que teve um dos grandes momentos da carreira, ao fechar o GP da Hungria no segundo lugar, ultrapassado por Jacques Villeneuve na última volta após sofrer com um problema no acelerador.

Rubens Barrichello foi o escolhido da Stewart (Foto: Wikimedia Commons)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Ele me fez uma oferta muito boa. Me partiu o coração recusar o Jackie, porque eu sabia que seria como um sonho. Eu pensei na minha carreira, que aquilo seria um grande risco. Ele nunca teve uma equipe antes. Sair de um time vencedor para outro que jamais correu antes era um ato de fé um pouco demais para mim, não que eu jamais tenha duvidado que Jackie e Paul [Stewart, um dos proprietários e irmão de Jackie] conseguiriam”, afirmou Hill.

Jackie brincou com a recusa do amigo Damon. Na época, o tricampeão precisou buscar outra opção e assinou com o brasileiro Rubens Barrichello, que permaneceu no time durante as três temporadas de existência, até a Ford assumir a operação e transformar a Stewart em Jaguar.

“O filho da puta recusou”, brincou Stewart. “Estávamos desesperados por ele, voamos para a Irlanda, onde ele estava na época, e voamos para ver o Damon Hill. Ele não estava lá, deveria estar, mas quando finalmente chegou, não queria pilotar o carro, então procuramos outro. Eu o perdoo”, completou.

Após a passagem pela Arrows, Hill fez suas temporadas finais na Fórmula 1 pela Jordan, onde conquistou a última vitória da carreira, no GP da Bélgica de 1998. A Stewart durou três temporadas até virar Jaguar. O ápice foi a vitória de Johnny Herbert no GP da Europa de 1999, com Barrichello em terceiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube