Decepcionado com 2º lugar, Bottas diz que Mercedes tinha tudo sob controle e confiava em segurar Vettel

Valtteri Bottas não escondeu a decepção com o segundo lugar no GP da China. O finlandês disse que tinha tudo sob controle e que confiava em segurar Sebastian Vettel, mas admitiu que o safety-car e a estratégia da Red Bull acabaram com qualquer chance de vitória

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Valtteri Bottas fez o que tinha de fazer e o que estava ao seu alcance no GP da China, na terceira etapa da temporada 2018, disputada neste domingo (15). Na visão do finlandês, a Mercedes parecia forte, especialmente após o pit-stop que o colocou à frente de Sebastian Vettel antes da metade da corrida. Só que o cenário mudou quando o safety-car foi acionado, por conta de um toque entre os carros da Toro Rosso. A Red Bull aproveitou o momento, chamou seus carros aos boxes e os pilotos voltaram com mais ação, especialmente Daniel Ricciardo, que foi escalando o pelotão até chegar no #77. A ultrapassagem não foi difícil. Ainda assim, Bottas precisou segurar Kimi Räikkönen no fim para garantir o segundo lugar.

 
Ao falar da prova chinesa, Bottas não escondeu a decepção com a perda da liderança devido à melhor tática da equipe austríaca. "A corrida estava indo muito bem para nós e parecíamos muito fortes. Foi assim até a entrada do safety-car. Daí ficamos em apuros com Daniel e, mais tarde, com Kimi", contou Valtteri, ainda no pódio, ao ex-piloto Martin Brundle, que comandou as entrevistas em Xangai.
Valtteri Bottas 9esquerda) foi segundo e perdeu a prova para Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
"É decepcionante, estávamos dando tudo que tínhamos ali e sentíamos que merecíamos a vitória. Pareceu que tudo estava sob controle. Não tive uma queda grande de rendimento, então acho que poderia ter segurado Sebastian sem o safety-car", completou.
 
Embora apontada como favorita, a Mercedes ainda não conseguiu vencer na temporada 2018. Apesar do revés, o time lidera o Mundial de Construtores. Entre os Pilotos, Bottas aparece em terceiro, com 40 pontos, cinco a menos que o companheiro e vice-líder, Lewis Hamilton. Vettel continua na ponta, com 54 tentos.
 
A F1 volta agora daqui a duas semanas com o GP do Azerbaijão, na pista de rua montada em Baku.
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube