Depois de "batalha do início ao fim" no Canadá, Massa destaca ritmo da Ferrari, mas reclama da estratégia

Felipe Massa protagonizou uma grande prova de recuperação neste domingo (9) em Montreal, quando largou em 16° e cruzou a linha de chegada em oitavo. "Foi uma verdadeira batalha do início ao fim"

Se no sábado Felipe Massa não escondia a frustração com mais um acidente e o fraco 16° lugar do grid, o domingo foi bem diferente. Mesmo largando no pelotão do fundo, o brasileiro soube usar o bom ritmo da Ferrari em corrida para ganhar posições e, apesar dos problemas com os pneus, conseguiu escalar o grupo à sua frente para terminar o GP do Canadá, o sétimo de 2013, em oitavo.

"Estou muito feliz com a minha corrida de hoje, que foi uma verdadeira batalha do início ao fim", afirmou Felipe. "Depois do acidente de ontem, eu sabia que não seria fácil partir do 16° lugar, mas eu também sabia que tinha um bom carro. E saí para o ataque, conseguindo várias boas ultrapassagens", completou Massa, que fez ressalvas quanto à estratégia de pneus usada para a prova em Montreal.

Felipe Massa obteve oitavo lugar no GP do Canadá (Foto: Getty Images)

"Eu perdi um tempo precioso atrás (Adrian) Sutil, especialmente por causa da granulação dos pneus. Por isso, eu acho que uma estratégia baseada no uso de dois jogos de pneus médios teria sido melhor e, ao menos, teríamos tido a chance de ganhar uma ou duas posições", explicou.

"Mas não posso estar satisfeito com esse resultado mesmo tendo sido um dia positivo para nós, em que mostramos que temos um bom ritmo e que somos capazes de lutar. Agora, estou focado na próxima corrida com muita confiança, porque Silverstone é muito semelhante a Xangai e a Barcelona, pistas em que nosso carro funcionou muito bem", acrescentou o piloto.

Siga o GRANDE PRÊMIO                     Curta o GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube