Dinamarca alega problema de logística e adia sonho de realizar etapa do Mundial de F1: “Totalmente irreal fazer em 2020”

As negociações entre Dinamarca e Liberty Media para que o país nórdico recebesse um GP da F1 a partir de 2020 pararam de avançar. Apesar das boas conversas, os locais decidiram não ter logística o suficiente para receber a categoria daqui dois anos

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

As negociações para que a Dinamarca recebesse um GP de F1 a partir de 2020 pararam de avançar – e a opção foi do próprio país nórdico.

Apesar do traçado já estar definido, nas ruas de Copenhague, e da animação de Kevin Magnussen, único piloto dinamarquês no grid atual, a prefeitura da capital local afirmou que receber a categoria daqui dois anos é "totalmente irreal".

Segundo Ninna Hedeager Olsen, prefeita de Copenhague, as conversas entre Liberty Media e os promotores da corrida foram positivas, mas sofrerão uma pausa.

Dinamarca não receberá a F1 em 2020 (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

A principal justificativa são os problemas de logística. "A organização de um evento desse porte requer tanta coisa que se torna impossível a realização em 2020", afirmou Olsen ao jornal local Politiken.

"Minha administração crê que a F1 poderia afetar as partes centrais da cidade por mais de nove semanas. E isso é inaceitável", completou a prefeita.

Com a saída de Copenhague do 'páreo', o Liberty Media foca em levar a F1 para Buenos Aires, Hanói ou Miami no curto prazo. As duas últimas podem receber a categoria já em 2019.

”VOCÊ TEM DE RESPEITAR”

EMOÇÃO GENUÍNA DE BARRICHELLO É EXEMPLO DE MOTIVAÇÃO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube